carro homem preso
Divulgação
Médico foi preso pela polícia

Policiais da 13ª DP (Ipanema) prenderam, na tarde desta quarta-feira (2), o médico Kelton Weberson Gurgel Nunes, suspeito de fazer parte de uma organização criminosa especializada em  fraudar vestibular de ingresso no curso de Medicina. Ele foi capturado dentro de um clube de tiro na Gamboa, Centro do Rio.

Contra Kelton havia um mandado de prisão temporária pelos crimes de estelionato, organização criminosa e falsificação de documento público. Os policiais do Rio monitoravam a localização do médico em conjunto com agentes de São Paulo.

Segundo as investigações da Polícia Civil de São Paulo, Kelton era um dos “pilotos”, responsáveis por fazer a prova de vestibular no lugar dos verdadeiros candidatos de uma fundação educacional paulista. Ele estava morando no Rio de Janeiro. Além de Kelton, foram identificados outros oito “pilotos”, todos eles médicos.

Ainda de acordo com as investigações, a fraude no vestibular consistiu na realização da prova por terceiras pessoas, os pilotos, que se identificaram como sendo os verdadeiros candidatos. Eles também assinaram as listas de presença, as folhas de respostas, assim como tiveram coletadas suas impressões digitais e captadas suas imagens durante a realização da prova do vestibular.

A quadrilha possuía ainda um mentor, que era responsável por intermediar o contato entre os alunos interessados nas vagas e os “pilotos”. As investigações apontam que a organização criminosa atuou no vestibular de outras cinco faculdades em São Paulo, Paraná, Paraíba e Pernambuco.


    Veja Também

      Mostrar mais