Diversas entidades estudantis pedem adiamento do Enem, que já abriu suas inscrições para edição 2020
Reprodução
Diversas entidades estudantis pedem adiamento do Enem, que já abriu suas inscrições para edição 2020

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo Exame Nacional do Ensino Médio ( Enem ), divulgou nesta segunda-feira (18) um comunicado em que afirma que a data da edição 2020 do exame "não é imutável".

Leia também: Fechados com o capitão: O que afasta e o que aproxima Bolsonaro de seus ministros

O Inep defende que "diversos fatores ainda estão incertos" e "ainda estamos enfrentando a situação de emergência de saúde pública" e, dessa forma, ainda não há como definir se haverá ou não o adiamento do Enem .

Por enquanto o exame continua marcado para sua data original, em novembro deste ano. Contudo, entidades estudantis, universidades e colégios federais defendem que manter a data irá aumentar as desiguais existentes no Brasil. Eles explicam que com a suspensão das aulas presenciais devido à pandemia de Covid-19, muitos alunos mais pobres não têm acesso ao ensino remoto ou à internet.

Leia também: Coronavírus no Brasil: acompanhe a situação no País em tempo real

O Inep afirma que "está buscando garantir a execução adequada (do Enem ), não apenas para cumprir com seu dever institucional, mas, principalmente, para não prejudicar mais ainda a sociedade brasileira".


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários