aborto
Reprodução/Twitter
Manifestações contra e a favor o projeto de lei que descriminaliza o aborto tomaram as ruas da Argentina, em 2019


Uma menina de 11 anos de idade, que engravidou no Espírito Santo após ser estuprada , está enfrentando dificuldades para ter acesso ao aborto . Ela já transitou por pelo menos duas cidades da região sem conseguir ter acesso ao procedimento, mesmo já apresentando descolamento de placenta. As informações são do jornal Folha de S. Paulo .  


A legislação brasileira garante o direito ao aborto em casos de estupro e quando há risco de morte materna.

A criança está grávida de oito semanas ; sua gravidez foi descoberta quando ela foi atendida em uma unidade de saúde do município de Mucurici, onde reside com a família. Os principais suspeitos de praticar seu estupro são seu padrasto e o ex-companheiro da avó , que está preso preventivamente.

De acordo com relatos, a menina foi encaminhada na última sexta-feira (28) à cidade de São Matheus, a 133 km de sua cidade natal. Coincidentemente,  São Mateus é a mesma cidade da menina de 10 anos que engravidou após ser estuprada pelo tio e também teve dificuldades de abortar. 


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários