Viatura
Creative Commons
Governo terá que pagar indenização de R$ 110 mil para a família.

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG) condenou o governo do Estado a pagar uma indenização de R$ 110 mil à família de uma mulher que foi morta pelo ex-companheiro dentro de uma viatura da Polícia Militar (PM). O crime ocorreu em outubro de 2017 na cidade de Pavão, em Minas Gerais.

Na ocasião, Laís Andrade Fonseca acionou a polícia ao perceber que era vigiada por uma câmera instalada pelo seu ex-companheiro em seu banheiro. Aos policiais, ele confessou que instalou o equipamento para filmar eventuais cenas de traição.

Laís e o acusado entraram na viatura e estavam a caminho da delegacia quando ele sacou uma faca e desferiu diversos golpes na mulher.

Ao se defender, o governo do Estado disse que a morte ocorreu pela ação de terceiros. O desembargador disse que os policiais não poderiam transportar o casal sem tomar medidas de segurança.

    Veja Também

      Mostrar mais