anuncio de morte
Polícia Civil de Goiás
Anúncio pedindo matador de aluguel foi feito pelo facebook

A Polícia Civil de Goiás afirmou na tarde desta quarta-feira (15) que a morte de José Ricardo Fernandes, homem que viralizou nas redes sociais após velar a própria mãe sozinho no ano de 2019, foi  encomendada por uma mulher de 22 anos que o ajudava a arrecadar dinheiro para um tratamento de saúde.

A investigada, que não teve identidade revelada, teria contratado por meio do facebook um assassino de aluguel e o ajudado a espancar José Ricardo e atear fogo no homem ainda vivo. A motivação do crime seria o fato de que ela não recebeu parte do dinheiro prometido pelo homem a ela pela ajuda a fazer a vaquinha virtual.

Após o crime, a suspeita enviou uma série de áudios para amigos e parentes se dizendo preocupada com a saúde de José Ricardo, que chegou a ser socorrido para hospital, mas não resistiu.

Com um perfil falso, a mulher fez um anúncio de R$ 2 mil pedindo alguém para "acabar com um véi tarado estuprador". O anúncio foi respondido pelo outro suspeito preso, que foi levado até a casa de José Roberto com ajuda da jovem. Os dois devem ser indiciados por homicídio e furto.

    Veja Também

      Mostrar mais