jair bolsonaro
Redes sociais / Reprodução
Contas do Facebook que promoviam atos antidemocráticos estão ligadas ao gabinete de Bolsonaro

A Polícia Federal quer acessar todos os dados da investigação privada que o Facebook fez sobre as contas de integrantes do gabinete do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) , de seus filhos e aliados.

Essa nova etapa indica que o cenário deve se agravar contra os bolsonaristas. O pedido da PF apura o financiamento de atos antidemocráticos e tem como relator o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal ( STF ).

A Polícia Federal argumenta que a determinação para o Facebook deve ocorrer de forma urgente. O intuito é fazer com que as pessoas envolvidas com as contas removidas não tenham tempo de se desfazer dos dados.

Agora, fica a cargo do ministro Alexandre de Moraes decidir sobre o pedido da PF.

    Veja Também

      Mostrar mais