Cobra
Reprodução/Youtube
Soro para o veneno do animal não existe no Brasil.

Uma das  16 serpentes apreendidas pela Polícia Militar no Distrito Federal está com seu futuro em jogo. A Trimeresurus vogeli, conhecida como víbora-verde-de-vogel é uma serpente peçonhenta e o Brasil não possui o antídoto para seu veneno. O animal está no serpentário da Fundação Jardim Zoológico de Brasília e aguarda uma decisão do Ibama.

O poder do veneno das víboras-verde-de-vogel varia entre os exemplares da espécie. Entretanto, ele é nocivo para os seres humanos. Originalmente, esta espécie de serpente é encontrada na China, no Vietnã e em outros países asiáticos. Elas se alimentam de pássaros, répteis e pequenos mamíferos.

A cobra foi apreendida pelo Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA) com outras 15 cobras sem documentação. Elas estavam escondidas dentro da baia de um cavalo em um terreno de Planaltina. Segundo a polícia, Pedro Henrique Santos Krambeck Lehmjul, que foi picado pela Naja, teria relação com as cobras. As autoridades investigam a possibilidade de tráfico de animais.

    Veja Também

      Mostrar mais