naja
Ivan Mattos/Zoo de Brasília
Cobra Naja picou o estudante de 22 anos

O estudante de veterinária Pedro Henrique Krambeck Lehmkul, que foi picado por uma  cobra Naja que ele criava em seu apartamento, recebeu alta do hospital, na manhã desta segunda-feira (13). O estudante ficou seis dias internado após ser picado pela cobra venenosa, uma das mais perigosas do mundo. O jovem de 22 anos chegou  a ficar em coma no hospital. 

Ele e a família saíram pela garagem da unidade do hospital Maria Auxiliadora e voltaram para casa. Pedro deve ser ouvido nesta terça-feira (14) pelo delegado que cuida do caso, para saber o que fez o jovem cuidar desta espécie de cobra venenosa em casa.

Entenda

O estudante foi picado pela cobra Naja na última terça-feira (7). Assim que sofreu o ataque, Pedro foi levado ao hospital pelos pais. A cobra Naja não é do habitat brasiliero, além de ser altamente venenosa.

Segundo o Ibama, não existe registro de entrada legal de uma cobra dessa espécie no Distrito Federal nos últimos anos.

Segundo as investigações,  a suspeita é que o animal seja proveniente do tráfico internacional de animais exóticos. Pedro será multado em R$ 2 mil.

    Veja Também

      Mostrar mais