Raoni
Reprodução Instagram
Bekwika Metuktire penteando os cabelos de Raoni Metuktire


A companheira de uma das pricipais linderanças indígenas do Brasil faleceu na noite  desta quarta-feira (23), conforme as informações divulgadas pela neta do casal Mayalú Txucarramãe. Bekwika Metuktire era esposa do cacique Raoni Metuktire, líder caiapó que se tornou figura reconhecida internacionalmente pela defesa da preservação florestal e dos direitos dos povos indígenas, além de ter sido alvo de ataques do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), até mesmo durante a Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU) .


Bewika teve complicações cardíacas e sofreu um AVC, por conta da crise do novo coronavírus (Sars-cov-2) os familiares decidiram não levar a mulher ao hospital com medo que o qudro se agravesse. O corpo não foi retirado da cidade.   

A companheira de Raoni morreu aos 90 anos e foi prestigiada por amigos e outras lideranças indígenas, como a cadidata a vice-presidente em 2018 Sônia Guajajara.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários