cidade
Reprodução
Cidades do interior de São Paulo não querem cumprir medidas mais restritivas


A cidade de Marília decidiu seguir na contramão e não vai manter as medidas restritivas da pandemia de coronavírus, após ser reclassificada pelo Departamento Regional de Saúde (DRS) para a fase 1 (vermelha) do Plano São Paulo, a mais restritiva de todas, informou o G1.

Leia também:

Nesse caso, a prefeitura afirmou que vai manter o município  na fase 2 (laranja), situação de maior flexibilização das atividades econômicas. De acordo com o prefeito Daniel Alonso (PSDB), a escolha é baseada na decisão judicial do dia 10 de junho, que deu à cidade mais autonomia para decidir sobre a flexibilização da quarentena. 

Porém, a liminar emitida pelo Estado obriga a cidade a cumprir as determinações, afirmou o secretário estadual de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi. Tanto que, nesta segunda-feira (22), a prefeitura foi notificada por descumprir as medidas .

Em entrevista à TV TEM, Vinholi declarou que especialistas indicam riscos na região, já que os casos de coronavírus cresceram 137% na última semana e 40% no número de óbitos pela doença.

Em contrapartida, o prefeito argumentou que Marília tem apenas 30% de ocupação dos leitos de UTI e que está monitorando os dados para definir as estratégias municipais. 

    Veja Também

      Mostrar mais