moro
Agência Brasil
Ex-ministro da Justiça Sérgio Moro fez sua estreia como colunista nesta sexta

O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, estreou como colunista na revista 'Crusoé' defendendo o Supremo Tribunal Federal e fazendo elogios às Forças Armadas. O primeiro texto de Moro foi publicado nesta sexta-feira (19).

Sérgio Moro fez elogios ao papel que as Forças Armadas têm no Brasil, principalmente desde a redemocratização. Para o ex-ministro, as "Forças Armadas brasileiras construíram sua história e merecem reconhecimento", mas ressalta que "não há lugar para uma inusitada 'intervenção militar constitucional' para resolução de conflito entre Poderes", complementou.

Moro também se mostrou apoiador do poder judiciário. Para ele, as decisões devem ser respeitas, mas sempre deve haver também espaço para críticas eventuais. "Como o Supremo Tribunal Federal impõe limites aos demais Poderes, com base em interpretação da lei ou na Constituição, há sempre a alternativa de se alterar a lei ou a Constituição, sem qualquer afronta à Corte", afirmou.

Em seu texto desta sexta, Moro ainda disse, indiretamente, que o artigo 142 da constituição, usado por alguns bolsonaristas para evocar as forças militares, não é saúdável para uma democracia consolidada.

"Invocar, porém, um suposto poder tutelar militar para que o chefe do Executivo possa se sobrepor aos outros Poderes não é consistente com a nossa Constituição ou com as exigências de uma democracia consolidada e moderna. Ao invés de reproduzirmos os exemplos das democracias mais avançadas, estaríamos flertando com a instabilidade e com o autoritarismo", afirmou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários