doria
Divulgação/Governo de SP
Governo anunciou mudanças na flexibilização de municípios do interior

O governo de São Paulo anunciou, nesta sexta-feira, que as regiões de Barretos, Ribeirão Preto e Presidente Prudente devem retornar à primeira fase do plano de flexibilização gradual no estado . A fase, descrita como "ponto de atenção", determina que os serviços não essenciais devem permanecer fechados.

Leia mais: 

O interior paulista é, neste momento, a região do estado que vem registrando o maior avanço da epidemia. Nesse cenário, as três regiões mencionados se destacam com um crescimento de casos e óbitos acima da média na última semana.

Desde que apresentou o Plano São Paulo para a reabertura econômica o governo avalia semanalmente a evolução da epidemia por regiões e faz uma classificação de risco. São cinco estágios de controle. A cada semana, as regiões avançam ou recuam no modelo de quarentena.

"A mesma firmeza que temos para avançar no Plano São Paulo teremos também para recuar, para adotar medidas mais restritivas ”, afirmou o governador João Doria, que também anunciou o avanço da Região Metropolitana de São Paulo, Baixada Santista e Vale do Ribeira para a fase dois - laranja - que permite o funcionamento de mais serviços.

"Estudos apontavam que os casos estabilizariam na região metropolitana e aumentaria no interior do estado. Foi exatamente o que aconteceu. Com o plano São Paulo podemos atuar melhor em cada região do estado. Claramente, temos um aumento de casos em regiões de Barretos, Presidente Prudente e Ribeirão Preto", disse Doria.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários