Covas refez convite para que a imprensa visite os hospitais de campanha de São Paulo
Divulgação
Covas refez convite para que a imprensa visite os hospitais de campanha de São Paulo

Em coletiva nesta sexta-feira (5), o prefeito Bruno Covas (PSDB) criticou a  invasão de deputados bolsonaristas ao hospital de campanha do Anhembi, ocorrida nesta quinta-feira (4).  Covas chamou a ação de "sensacionalismo barato". 

"Eu classifico o que aconteceu ontem como sensacionalismo barato. É lamentável que alguns parlamentares utilizem a sua prerrogativa constitucional de fiscalização para exploração política", disse.

O prefeito criticou as atitudes antidemocráticas de de deputados da ala ideológica do governo Bolsonaro.

"Aqueles que acreditam que a terra é plana, que fazem pouco caso da democracia, que querem a volta do AI-5, utilizam o que muitas pessoas lutaram durante muitos anos para conquistar, que é um parlamento livre, independente e com poder de fiscalização", continuou.

Segundo Covas, o hospital de campanha do Anhembi conta com estrutura para 1800 pessoas, estando 887 das vagas ocupadas. "Nesse espaço já passaram 3700 pessoas, das quais 2800 já foram curadas", informou.

"Toda a imprensa foi convidada a visitar os hospitais municipais de campanha. Reforçar o convite para todas as redes que ainda não estiveram lá, e refazer à todas que já fizeram. A estrutura lá é para 1800, dos quais a prefeitura usa 887. Nesse espaço já passaram 3700 pessoas, das quais 2800 já foram curadas, completou.


    Veja Também

      Mostrar mais