pessoa sem roupa censurada na frnete de um ônibus
Reprodução de vídeo
Um dos casos foi registrado em São Vicente (SP)

Imagens de pessoas nuas têm sido registradas pelo Brasil durante o período de isolamento social proposto em diversas localidades como medida de contenção do coronavírus. Os flagras estão chamando atenção de internautas pela frequência com que estão sendo feitos. O último que está repercutindo nas redes sociais teria sido gravado no início desta semana no calçadão da praia de Copacabana, na Zona Sul do Rio. Houve casos em diferentes estados, registrados em março, abril e maio. Praticamente todos envolvem transtornos mentais.

As imagens mais recentes mostram uma jovem andando nua pela Avenida Atlântica, usando apenas chinelos. Algumas pessoas param para falar com ela, que por sua vez não esboça reação de estranhamento diante do fato de estar sem roupas. A mulher carrega algo em suas mãos que aparenta ser peças de vestuário. Em uma parte do vídeo, ela pede ajuda a um rapaz para fazer "uma ligação para a Alemanha".

Leia também: Policial sobrevive após ser atacada por onça; assista

“Eu estava de bicicleta, então não parei para ver o que estava acontecendo realmente. Vi na parte da noite, ela estava gritando: ‘Eu quero ir pra casa!’”, contou uma jovem que estava na praia.

As reações na internet variam entre piadas, alertas de que ela pudesse ter tido algum transtorno psicológico ou mental, e perguntas sobre o que pode ter acontecido com a moça.

Leia também: Muralha da China é vandalizada no primeiro dia de reabertura

É possível ver num trecho do vídeo que circula na web, dois policiais militares caminhando no calçadão, mas que não tomam, naquele momento, uma atitude referente à mulher nua. Procurada na noite desta quarta-feira sobre esta situação, a PM ainda não respondeu.

Registros em Goiás e São Paulo são feitos no mesmo dia

O início desta semana também foi marcado por duas situações semelhantes. Uma jovem foi flagrada andando vestindo apenas uma máscara, no Setor Moinho dos Ventos, em Goiânia (GO), e um homem de 47 anos foi avistado, dessa mesma forma, chamando atenção pelas ruas de Votuporanga (SP).

Leia também: Nova infestação de gafanhotos na África será 20 vezes pior que primeira onda

O caso de São Paulo foi registrado num vídeo que mostra o indivíduo aparentemente despreocupado enquanto caminhava numa área movimentada da cidade. Ele foi levado para uma UPA. A PM informou que o paciente sofre de transtornos mentais.

A mulher, contudo, foi fotografada numa região com menos movimento. Moradores teriam se aproximado dela e oferecido roupas. Segundo a PM, ela relatou utilizar medicação controlada para esquizofrenia e depressão. Os bombeiros encaminharam-na a uma unidade de saúde psiquiátrica.

Outros três casos, também de pessoas com sinais de problemas psiquiátricos, foram registrados na cidade de São Vicente (SP), Florianópolis (SC) e Piçarras (SC). Todos tiveram intervenção policial e imagens viralizadas na internet.

    Veja Também

      Mostrar mais