Eduardo bolsonaro fala em microfone
Michel Jesus/ Câmara dos Deputados
Eduardo Bolsonaro chegou a comparar medidas de isolamento com comunismo


No início da tarde de hoje, 8, o Governo do Estado de São Paulo anunciou que as medidas de isolamento social em São Paulo foram prorrogadas até o dia 31 de maio . Horas após o anúncio, Eduardo Bolsonaro , um dos filhos do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) usou o Twitter para atacar o prefeito da capital paulista, Bruno Covas (PSDB).

Na primeira publicação, ele publicou a notícia da página Conexão Política. "Se o estoque de comida da casa dele tivesse acabado ele teria outra opinião", escreveu Eduardo, se dirigindo a Covas.


Pouco depois, Bolsonaro se queixou mais uma vez do isolamento social e deu a entender que medida de restrição tem cunho comunista. “Tá ruim? Agora imagine isso para sempre. Prazer, comunismo”, disse em seu perfil.

Leia também: Região metropolitana de São Paulo está com quase 90% dos leitos de UTI ocupados

As medidas precisaram ser estendidas, segundo Doria, devido ao grande ao agravamento da situação da pandemia do novo coronavírus no estado e também no país. Hoje, o estado de São Paulo alcançou os 40 mil casos .


As medidas de restrição serão mantidas em todo estado de São Paulo. Decisão foi anunciada pelo governador Joao Doria (PSDB) em coletiva. Ele manteve as mesmas regras do isolamento que vem acontecendo desde março, mas disse não ter descartado possibilidade de decretar lockdown.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários