Bruno Covas
Mister Shadow / ASI / Agência O Globo
Prefeito de São Paulo trata de um câncer na região do estômago


Os dois tumores diagnosticados no prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), já não estão mais visíveis por exames de imagem e uma biópsia realizada nesta quarta-feira vai confirmar se o câncer desapareceu. O resultado está previsto para ser divulgado na proxima semana.

Leia também: Covas discursa para 700 militantes do PSDB antes de novo tratamento de câncer

Covas foi internado nesta terça-feira (18) para fazer uma endoscopia, um PET scan e uma ecoendoscopia. Os exames mostraram uma regressao das lesões no trato digestivo e no fígado. No entanto, linfonodos no estômago continuam aumentados e uma biópsia vai dizer se ainda há células cancerígenas no prefeito.

Covas recebeu o diagnóstico de câncer na cardia com metástase no figado em outubro passado. Neste mês, ele encerrou o tratamento de quimioterapia . Foram oito sessões desde que a doença foi descoberta.

Leia também: Bruno Covas vira obstáculo para aproximação entre Marta e Rede

Os médicos disseram nesta tarde que a próxima etapa do tratamento poderá ser desde uma imunoterapia (injeções periódicas) a uma cirurgia, se constatado que o cancer permanece.

"Houve uma regressao das lesoes na cardia e no figado. Não se enxerga mais a doença", disse o oncologista Artur Katz.

"Mas linfonodos ainda estao aumentados proximo ao estômago", explicou o oncologista Tulio Pfiffer.

Leia também: Bruno Covas diz que prefeitura de São Paulo vai ajudar prejudicados pelas chuvas

Para o infectologista David Uip, os resultados conhecidos até o momento foram "brilhantes".

"O que se podia alcançar com a quimioterapia se alcançou. E o resultado foi brilhante. Houve uma involução das lesões", afirmou Uip.

Covas anunciou em janeiro que pretende disputar a reeleição. Há grande expectativa entre politicos pelo resultado da biópsia na próxima semana.

    Veja Também

      Mostrar mais