Tamanho do texto

Aprovada pela Assembleia Legislativa do Rio , proposta dos deputados Alexandre Knoploch e Gustavo Scmitch (PSL) foi alvo de críticas na internet

patinetes elétricos
Estefan Radovicz / Agência O Dia
Deputado conseguiu aprovar lei que exige prova para uso de patinetes elétricos, mas se arrependeu


Após a repercussão negativa nas redes sociais, o deputado Alexandre Knoploch (PSL) protocolou um ofício ao governador Wilson Witzel pedindo o veto da lei de própria autoria que regulamenta o aluguel de patinetes e outros modais elétricos no estado do Rio de Janeiro. Witzel tem 15 dias para decidir se vai sancionar o projeto ou aceitar o pedido do deputado.

Leia também: Lei aprovada no Rio exige prova no Detran para uso de patinetes elétricos

O texto, que foi proposto junto com Gustavo Schmidt (PSL), foi aprovado em regime de urgência por 24 votos favoráveis, 14 contrários e cinco abstenções. Entre os pontos mais polêmicos, está a obrigação de usuários que não possuem a CNH realizarem uma prova, que poderia ser online, de conhecimentos básicos de trânsito para poder alugar um desses patinetes elétricos.

Leia também: Jovem morre em acidente com patinete elétrico em Paris

Segundo Knoploch , o projeto de lei foi baseado na regulamentação implantada em São Francisco, nos Estados Unidos.

"Assumo o erro do projeto , tentamos seguir exemplos com lei similar de São Francisco. Pediremos o veto do projeto"m disse o deputado a um internauta nas redes sociais, que o elogiou posteriormente pela decisão de voltar atrás.

Leia também: Prefeitura apreende mais de 500 patinetes não cadastrados em São Paulo

Outro ponto polêmico da lei aprovada é necessidade de um seguro pessoal para o condutor. Caso o usuário não tenha, a empresa de aluguel precisará cobrar um depósito antecipado de R$ 1.710. Se sancionado, o projeto permite andar com as patinetes pela calçada. Bicicletas elétricas, porém, ficam impedidas de dividir o espaço com os pedestres.

"Vou ter um CNH para pilotar? Não. Se você já tem a carteira, você sabe o mínimo de trânsito. Mas caso não tenha, entra no site do Detran, faça uma prova pequena. Da mesma forma que, para você votar, não pode ser um analfabeto. É dar o mínimo de segurança para esses patinetes " defendeu o deputado Knoploch em seu discurso na tribuna da Alerj momentos antes da aprovação.