Tamanho do texto

Grávida deu à luz a gêmeos na entrada de hospital em Pernambuco, após viajar 11 quilômetros; caso gerou revolta entre os profissionais de saúde

hospital
Reprodução/TV Globo
Em vídeo, médico aparece filmando enquanto mulher tem parto em cadeira de rodas

O médico de um hospital de Pernambuco provocou polêmica entre gestores de saúde da região, após filmar uma mulher tendo um parto normal em uma cadeira de rodas na entrada da unidade, sem oferecer ajuda. Uma câmera de segurança do local flagrou William Flávio Santinoni parado no canto da sala com o celular na mão, enquanto a mulher pedia ajuda. 

Leia também: Paciente tentou reagir a abuso de técnico em hospital de Goiás, mostram imagens

O caso aconteceu no último domingo (26), no Hospital Belarmino Correia, na cidade de Goiana. Missilene Maria da Conceição, de 35 anos, estava grávida de gêmeos e viajou por 11 quilômetros para chegar até a unidade de saúde. No vídeo gravado pelo médico , o profissional reclama da falha no atendimento e pede ajuda ao motorista da ambulância.

Leia também: Homem morre com granada no bolso durante atendimento em Hospital no Rio

Em nota, a Secretaria de Saúde de Condado, apontou a “negligência” do hospital e informou que levará o caso ao Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe) e aos demais órgãos responsáveis.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) também se manifestou sobre o ocorrido e informou que a mulher não precisava ter viajado para realizar o parto e que poderia ter sido feito na cidade de Condado, onde a grávida mora.

Leia também: Mulher acorda após 27 anos em coma e chama pelo nome do filho

Segundo o Cremepe, a investigação sobre o médico corre sob sigilo processual. Após o ocorrido, o hospital informou que os bebês passam bem, apesar de a mãe apresentar uma pequena infecção. Essa foi a nona gestação de Missilene, que nomeou os recém-nascidos de Andrei e Andrielle. 

Assista ao vídeo:


    Leia tudo sobre: Gravidez