Tamanho do texto

Segunda familiares, vítima já havia passado por procedimentos estéticos; investigação procura suspeitos de terem usado silicone industrial em jovem

mulher morre silicone
Reprodução/Facebook
Investigação suspeita que profissionais tenham aplicado silicone industrial em jovem

Uma mulher de 25 anos morreu após passar por um procedimento estético ilegal na cidade de Lorena, interior de São Paulo, na noite dessa quarta-feira (24). A Polícia Civil investiga as causas da morte, mas a suspeita é de que tenha sido injetado silicone industrial nos glúteos da jovem.

Leia também: Moradora encontra mala com corpo de mulher em guarda-roupa na Grande SP

Segundo a família da vítima, Dayane Rodrigues da Silva, de 25 anos, contratou duas pessoas de Jacareí para realizarem a aplicação de silicone , que estava marcado para as 12h de quarta, na casa da jovem, no bairro Cidade Industrial. Durante a aplicação, Dayane ainda teria passado mal e sido deixada sozinha em casa pelos supostos profissionais.

A babá dos três filhos – de 4, 6 e 10 anos – da vítima foi quem socorreu Dayane e a levou para a Santa Casa de Lorena. Ela chegou a ser encaminhada para a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), mas não resistiu e morreu após parada cardíaca.

Leia também: Policial é preso após agredir mulher e deixá-la nua em rua de Brasília; assista

Dayane era atendente de lanchonete e, segundo a família, já havia realizado outros procedimentos estéticos anteriormente. O corpo foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) na manhã desta quinta-feira (25), para ser realizado exame de corpo e delito, e será velado nesta tarde.

Leia também: Mulher é salva pelo ex após ser espancada pelo namorado no litoral de SP

O caso foi registrado como homicídio, porém a polícia ainda aguarda o laudo para que seja confirmado se a substância utilizada era ou não silicone industrial. A investigação tenta descobrir a identidade dos envolvidos e informações no celular da vítima podem ajudar na localização dos suspeitos.