Tamanho do texto

Mãe acusa creche de negligência, após ter deixado menino sair sozinho; Prefeitura de Cajuru pretende instaurar processo para investigar o caso

undefined
Reprodução/EPTV
Após fugir de creche, menino cruzou ruas e avenida para chegar em casa, em Cajuru

Uma creche municipal de Cajuru, na região de Ribeirão Preto (SP), está sendo acusada de negligência após deixar um menino de dois anos voltar sozinho para casa, nessa terça-feira (2). A acusação foi feita pela mãe da criança, que se surpreendeu com a presença do filho na residência, localizada a cerca de um quilômetro do centro educacional.

Leia também: Bebê morre após ser esquecida pelo pai por três horas dentro do carro, em RR

Segundo depoimento da mãe, o menino saiu da creche sem ser notado pelos funcionários e caminhou por um percurso com ruas e uma avenida para atravessar. A mulher estava em casa lavando roupas e buscaria a criança às 11h quando viu o filho chegando e afirmando que apenas abriu o portão e saiu da escola.

Leia também: Meninos entram em caminhão para brincar, dormem e acordam a 170 km de casa

Indignada, a mãe ainda foi tirar satisfação com a creche , que não notificou à mulher sobre o desaparecimento da criança. "Elas simplesmente entraram, viraram as costas, depois veio outra moça e disse que meu filho tentou abrir o portão três vezes e que ele abriu o portão e saiu", contou a mulher à TV Globo .

Um morador do bairro em Cajuru ainda teria visto o menino andando pela rua e estranhado que ele estivesse sozinho. Segundo o homem, apesar de ser um percurso relativamente curto para um adulto, o caminho oferecia riscos para a criança. 

Leia também: Menino de 12 anos morre baleado com três tiros durante operação da polícia no RJ

A Prefeitura de Cajuru informou que vai instaurar um processo administrativo para investigar o caso. Depois do susto, a mãe ainda procurou a Polícia Civil para resolver o ocorrido, já que o desfecho do menino  poderia ter sido diferente.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.