Na ação que prendeu 'Pabllo Vittar', 750 papelotes de cocaína, um celular e dinheiro foram apreendidos
Divulgação/PMERJ
Na ação que prendeu 'Pabllo Vittar', 750 papelotes de cocaína, um celular e dinheiro foram apreendidos


Um homem conhecido como Pabllo Vitar foi preso nas últimas horas da manhã desta quarta-feira (20), pela equipe da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Morro do Borel, no bairro da Tijuca, zona norte do Rio de Janeiro. De acordo com a Polícia Militar fluminense, Pabllo é um dos chefes do tráfico de drogas da comunidade.

Leia também: PF apreende 47 aeronaves em operação contra tráfico internacional de drogas

O suspeito foi detido no momento em que saía de carro do morro. Na ação, 750 papelotes de cocaína, um celular e dinheiro foram apreendidos. Não ficou claro o motivo pelo qual o traficante levava o apelido de Pablo Vittar , a famosa cantora transexual brasileira. 

Na internet, a reação à prisão do traficante foi seguida por comentários de humor, dado o seu apelido curioso. Houve quem dissesse que a cantora Pabllo "foi longe demais, dessa vez", repetindo um meme que viralizou há alguns meses na rede. Outros compararam o nome do traficante ao nome de Pablo Escobar , o narcotraficante colombiano de fama mundial. 

Você viu?

Leia também: PRF apreende mais de 800 kg de cocaína com foto de Pablo Escobar

Veja algumas das reações dos internautas sobre o assunto:

Leia também: Mulher afirma ter flagrado fantasma de Pablo Escobar em edifício; veja imagem

Também nas redes sociais, a própria Polícia Militar (PM) do Rio divulgou o caso, ressaltando o apelido do chefe do tráfico Pabllo Vittar . Na publicação, a PM divulga também uma foto com os papelotes apreendidos durante a operação. 


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários