Câmera de segurança flagraram momento em que bebê é deixada em praça, no Distrito Federal
Reprodução/Youtube
Câmera de segurança flagraram momento em que bebê é deixada em praça, no Distrito Federal

Uma mulher foi presa em flagrante após ter abandonado sua filha recém-nascida em um canteiro de flores na Candangolândia, no Distrito Federal. A mãe da bebê foi encontrada pela polícia em casa nesta segunda-feira (18) e contou que agiu por desespero, porém se arrependeu da ação.

Leia também: Bebê entra em coma alcoólico após pai dar cachaça com refrigerante, na Bahia

Segundo a 11ª Delegacia de Polícia, a mulher teria dado à luz sozinha e depois deixado a criança em uma praça, em frente à Paróquia São José Operário, a poucos metros de sua casa, na manhã do último domingo (17). Imagens da câmera de segurança do local mostram o momento do ocorrido e a mãe própria mãe da bebê  confirmou que ela é a pessoa que aparece no vídeo.



Você viu?


Leia também: Menino de 12 anos morre baleado com três tiros durante operação da polícia no RJ

A mulher ainda afirmou que é desempregada e tem outros cinco filhos – um deles é um bebê com um ano de idade. Além disso, seu seguro-desemprego havia terminado em fevereiro e, por esse motivo, se desesperou com a falta de condições para a criação de outra criança. Segundo a Polícia Civil, a mulher afirmou que se arrependeu, mas que não teve coragem de voltar para buscar a recém-nascida, com medo de ser flagrada pelos vizinhos.

A menina estava embrulhada em uma manta e rodeada por flores quando foi resgatada pelos bombeiros do 19ª batalhão. A criança batizada de Maria Flor foi transferida para um leito na UTI Neonatal do Hospital Materno Infantil, na capital do Distrito Federal , na manhã de segunda, onde recebe tratamento com antibióticos.

Leia também: Mãe é autuada por tortura após sufocar e castigar filha no Pará; veja vídeo

Agora, a Vara da Infância é a encarregada por decidir o destino da bebê , enquanto a mãe será encaminhada para uma audiência de custódia, nesta terça-feira (19), para ser determinado se a mulher vai cumprir a pena por abandono de incapaz - que pode chegar até quatro anos de prisão - em regime fechado ou aberto.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários