Tamanho do texto

Confusão aconteceu na estação Paulista do Metrô; usuários confundiram o barulho da cadeira de rodas emperrada na esteira rolante com o som de tiros

Incidente com uma cadeira de rodas presa em esteira rolante na linha 4-Amarela causou confusão na manhã de hoje
Victoria Bechara/iG São Paulo
Incidente com uma cadeira de rodas presa em esteira rolante na linha 4-Amarela causou confusão na manhã de hoje

Uma pessoa com cadeira de rodas ficou presa, na manhã desta quinta-feira (14), na esteira rolante que liga a estação Paulista da linha 4-Amarela e a estação Consolação da linha 2-Verde. Diante do barulho causado pelo incidente, muitos passageiros confundiram os ruídos  com o som de tiros, houve correria e alguma pessoas ficaram feridas. 

Leia também: Vídeo mostra criança correndo do colo da mãe antes de ser morta no Metrô de SP

Pelas redes sociais, diversos usuários relataram o pânico na linha 4-Amarela. O que eles não sabiam é que houve um incidente com uma cadeira de rodas . A Polícia Militar foi acionada para a estação Paulista por volta das 7h10 e, segundo a própria PM, viaturas policiais permaneceram na entrada do metrô na Rua da Consolação até depois das 8h.

Leia também: No dia dos 50 anos do Metrô de SP, pane fecha e evacua estações da Linha 1-Azul

Em nota, a ViaQuatro , que administra a linha, informou que, "entre 7h06 e 7h09 desta quinta-feira, houve um princípio de tumulto em razão do barulho causado por uma cadeira de rodas que travou na esteira rolante durante a transferência entre as linhas 2-Verde e 4-Amarela".

Ao todo, 20 pessoas precisaram de atendimento médico, sendo que 11 delas ficaram com ferimentos leves e outras nove tiveram uma crise nervosa. O problema afetou toda a linha 4-Amarela, sendo que atendimentos médicos foram feitos não só na estação Paulista , mas em toda a extensão da linha. 

Leia também: Falta de luz paralisa Linha 2-Verde do Metrô por 1 hora e causa transtorno em SP

Dentre os feridos, sete passageiros foram encaminhados pelo Metrô de SP, com ferimentos leves, para hospitais da região da Avenida Paulista. Ainda de acordo com o Metrô, na porta do hospital três desistiram do atendimento. O passageiro que estava na cadeira de rodas não ficou ferido.