Tamanho do texto

Vítimas construíam imóvel quando raio incendiou casa no município de Arujá; fogo foi controlado e homem, filho e sobrinho morreram no local

Segundo Elat, município de Arujá é o oitavo com maior densidade de raios no estado de São Paulo
Reprodução/Marcello Casal Jr./Agência Brasil
Segundo Elat, município de Arujá é o oitavo com maior densidade de raios no estado de São Paulo

Um homem e duas crianças morreram após um raio atingir a casa em que estavam e incendiar o imóvel, em Arujá, na região metropolitana de São Paulo. O caso aconteceu na tarde desta quarta-feira (6) no Parque Rodrigo Barreto e o fogo foi controlado pelo Corpo de Bombeiros.

Leia também: Jovem morre após ser atingido por raio enquanto acampava no litoral de São Paulo

No momento em que o raio atingiu o local, por volta das 15h, uma chuva fraca caía na região e João Batista dos Santos, de 40 anos, estava trabalhando na construção de sua casa de madeira para não precisar mais pagar aluguel. Junto com Santos, estavam no imóvel seu filho, João Pedro, de 9 anos de idade, e o sobrinho Alan Santos, de 12 anos, que tinham ido ao local ajudar com a obra.

Segundo o Corpo de Bombeiros, quatro viaturas foram acionadas para atender à ocorrência, registrada pelos vizinhos da família. Houve um princípio de incêndio que foi logo controlado, porém, as três vítimas morreram no local do incidente.

Leia também: Três crianças e um bebê morrem após desabamentos por forte chuva em Mauá

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP) de São Paulo , o Instituto de Criminalística realizou perícia na região e o serviço funerário esteve na casa para fazer a remoção dos corpos. O caso foi registrado pela Delegacia de Arujá como morte suspeita e incêndio .

Arujá é o oitavo município paulista com maior densidade de descargas elétricas, de acordo com o estudo do Grupo de Eletricidade Atmosférica (Elat) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). O instituto ainda afirmou que São Paulo é o décimo estado com maior incidência de raios no Brasil. A média é de 5,2 raios por metro quadrado no estado e 13,6 descargas elétricas por metro quadrado na capital.

Leia também: Temporal deixa Rio em estágio de atenção em pleno domingo de Carnaval

O aumento da incidência de raios  durante o verão está relacionado com o fenômeno do El Niño, uma anomalia climática causada pelo aquecimento das águas do Oceano Pacífico na região próxima à Linha do Equador, segundo o grupo de pesquisa.

    Leia tudo sobre: Casa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas