Tamanho do texto

Barraca de dupla de adolescentes é atingida por raio no Pico do Baepi, em Ilhabela, na noite deste domingo (20); jovem não resiste à descarga e morre

Bombeiros levaram cera de duas horas para socorrer jovens atingidos por raio em Ilhabela
DIVULGAÇÃO/ CORPO DE BOMBEIROS
Bombeiros levaram cera de duas horas para socorrer jovens atingidos por raio em Ilhabela

Um adolescente de 17 anos morreu após ser atingido por um raio na noite deste domingo (20) em Ilhabela, litoral norte de São Paulo. Outro jovem da mesma idade que estava com a vítima também foi atingido pelo raio e chegou a ficar desacordado, porém conseguiu recobrar a consciência e pedir socorro.

Leia também: Igreja é condenada a pagar R$ 12 milhões por exploração sexual, na Paraíba

O caso aconteceu enquanto a vítima, Felipe Fonseca, e um amigo, ambos de Ilhabela , acampavam no Pico do Baepi, um dos pontos mais altos da cidade. De acordo com os bombeiros, a barraca em que a dupla estava foi atingida por um raio por volta das 22h30, durante um temporal.

Devido à grande descarga elétrica provocada pelo raio , um dos adolescentes desmaiou, mas conseguiu acordar logo depois e acionar o Corpo de Bombeiros. Sete agentes fizeram parte da operação de resgate, que durou cerca de duas horas. A trilha que leva ao topo do morro tem 1.048 metros de altitude e é conhecida por ser bastante íngreme. Os bombeiros ainda informaram que o caminho estava encharcado e escorregadio, o que dificultou o trabalho dos agentes.

Leia também: Criminosos incendeiam ônibus e caminhão de lixo no 20º dia de ataques no Ceará

O sobrevivente foi encontrado em estado de hipotermia, com formigamento nos braços e pernas e encaminhado ao Pronto-Socorro da cidade, onde apresenta quadro clínico estável. O outro jovem não resistiu e morreu. O corpo do adolescente foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) de Ilhabela. O velório e enterro devem acontecer em Campinas, após liberação do corpo do adolescente.

Leia também: Explosão de oleoduto deixa 79 mortos e mais de 60 feridos no México

Essa foi a primeira morte por raios registrada no litoral norte em 2019. A última na região foi em 2015, em Ubatuba, de acordo com balanço do Grupo de Eletricidade Atmosférica (Elat) do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais). Além disso, o centro ainda divulgou que, somente entre 17h e 0h, foram registrados 650 raios em Ilhabela , índice considerado elevado para o curto período de tempo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas