Tamanho do texto

Corporação levou o 'Oscar dos Bombeiros' por atuação em incêndio seguido de desabamento no centro da capital paulista; prêmio é dado na Alemanha

Corpo de Bombeiros de São Paulo foi vencedor do prêmio Conrad Dietrich Magiruso de 2018, o 'Oscar dos Bombeiros'
Divulgação/Corpo de Bombeiros de São Paulo
Corpo de Bombeiros de São Paulo foi vencedor do prêmio Conrad Dietrich Magiruso de 2018, o 'Oscar dos Bombeiros'

A ocorrência em São Paulo totalizou quase 300 horas de trabalho, que resultaram na remoção de mais de três toneladas de escombros. Porém, na noite desta sexta-feira (2), o trabalho do Corpo de Bombeiros no incêndio seguido do desabamento do edifício Wilton Paes de Almeida, ocorrido em maio de 2018, foi amplamente reconhecido.

Isso porque os bombeiros de São Paulo foram os vencedores do prêmio Conrad Dietrich Magiruso de 2018 , considerado o "Oscar dos Bombeiros" – a maior premiação dada à categoria em todo o mundo. A honra foi recebida ontem pelo Coronel da Polícia Militar (PM)  Eduardo Rodrigues Rocha, pelo comandante do Corpo de Bombeiros , o Coronel da PM Luciano Luis de Souza, pelo 1º Tenente da PM Anderson e pelo Sargento Diego. 

De acordo com uma publicação feita na página oficial dos bombeiros de São Paulo no Facebook, mais de 600 pessoas estavam presentes no momento da premiação, que aconteceu na cidade de Ulm, na Alemanha. 

Leia também: Exames detectam excesso de metais em quatro bombeiros de Brumadinho

"Compartilho a satisfação e felicidade de termos sido escolhidos como um dos três finalistas e, por fim, conquistado o maior prêmio na categoria internacional", diz a publicação. "Obrigado a todos que colaboraram direta ou indiretamente no atendimento de mais essa grande ocorrência em solo paulista. Somos todos vencedores", conclui.

Na ocasião memorada pela honraria, mais de 1.700  bombeiros se revezaram dia e noite ao longo de duas semanas ininterruptas de trabalho em busca de vítimas em meio aos escombros. Quatro vítimas foram identificadas devido a esse trabalho.

A ocorrência se deu no Largo do Paissandu, coincidentemente a poucos metros da rua XV de Novembro, antiga rua do Rosário, onde nasceu o corpo de bombeiros paulista, em 1850, conforme narra o livro "Éramos Vinte – A História do Corpo de Bombeiros de São Paulo", lançado no ano passado.

Leia também: Veja resgate dramático de Bombeiros com helicóptero em Brumadinho

Os Corpo de Bombeiros de São Paulo já haviam concorrido ao prêmio Conrad Dietrich Magirus em 2016 devido ao atendimento ao megaincêndio que atingiu terminal da Localfrio, no litoral paulista. Na ocasião, a fumaça tóxica provocada pela queima de ácido de cloro levou dezenas de pessoas ao hospital. A decisão para entrega do prêmio Firefighting Team Of the Year de 2018 foi realizada por meio de votação popular pela internet.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.