Tamanho do texto

Em vídeo transmitido pelo Facebook, "Henrique do Paraíso" chama radares móveis de "caça-níqueis" e ordena retirada de aparelho do município, em SP

Vice-prefeito chama radares de
Reprodução/Facebook
Vice-prefeito chama radares de "porcarias móveis" e quebra equipamento em vídeo no Facebook

O vice-prefeito de Sumaré, município de São Paulo, Henrique Stein Sciascio (PRB), conhecido como “Henrique do Paraíso”, gravou um vídeo chutando e quebrando um radar móvel instalado na Avenida Fuad Assef Maluf, na região do Jardim Picerno.  O momento foi transmitido ao vivo pelas redes sociais do político na tarde desta quinta-feira (21).

Leia também: Casal briga e faz cabo de guerra com filho dentro de shopping em MT; veja vídeo

O vice-prefeito afirmou que foi ao local a mando do prefeito Luiz Dalben (PPS) para verificar o “probleminha” de um radar móvel que foi instalado na cidade e que estava recebendo diversas reclamações dos moradores da região. No vídeo, o político aparece proferindo chutes e quebrando o equipamento na via. “Na minha cidade, não!”, gritou.

Henrique ainda determina que todas as “porcarias móveis” sejam retiradas da cidade. “Vocês instalaram esses caça-níqueis na nossa cidade”, disse o prefeito se direcionando ao secretário de transportes.

Leia também: Vídeo mostra criança correndo do colo da mãe antes de ser morta no Metrô de SP

Com o equipamento quebrado em mãos, o político avisa que quem quiser pode retirar o radar  em seu gabinete e diz aos funcionários da empresa responsável pelo radar que estavam no local que o sistema de monitoramento móvel não é moral. "A gente tem que fazer uma fiscalização justa, digna e com moralidade, não fazer isso aqui, não." Com isso, o político leva o equipamento até a caçamba de uma caminhonete e a transmissão termina.

Em nota emitida na noite de ontem, a Prefeitura de Sumaré afirmou que o “vice-prefeito é responsável pelos seus atos” e que o prefeito Luiz Dalben havia tomado conhecimento do vídeo e convocado Henrique ao seu gabinete para “prestar esclarecimentos”. Apesar disso, a Prefeitura esclareceu que havia uma determinação de Luiz Dalben para que o vice retirasse os radares móveis dos locais onde eles haviam sido instalados.

Leia também: Vídeo flagra caso de racismo no centro de SP: "Sou racista sim, e daí?"

O vice-prefeito  ainda explicou ao prefeito que sua reação foi justificada pela falta de transparência das empresas na colocação dos radares, o que vai contra os princípios da Administração, que preza por uma gestão “clara, transparente e que trabalha para oferecer serviços que não prejudiquem os moradores”. O comunicado ainda afirma que o objetivo de remover os aparelhos das vias foi cumprido.

    Leia tudo sobre: Facebook