Tamanho do texto

Visitantes de shopping em Cuiabá registraram o momento em que um homem e uma mulher disputaram, fisicamente, a guarda do filho de três anos

Pai e mãe brigam e disputam criança de três anos dentro de shopping em Cuiabá, em Mato Grosso
Reprodução/Youtube
Pai e mãe brigam e disputam criança de três anos dentro de shopping em Cuiabá, em Mato Grosso

Um vídeo que circula pelas redes sociais mostra o momento em que um homem e uma mulher brigam e disputam por uma criança de três anos, dentro de um shopping popular em Cuiabá, capital de Mato Grosso. O caso aconteceu nessa quarta-feira (20) e gerou tumulto entre os visitantes que passeavam pelo shopping e que tentaram parar o conflito.

Leia também: Bebê entra em coma alcoólico após pai dar cachaça com refrigerante, na Bahia

Tudo começou quando o casal divorciado começou a discutir pela guarda do filho. Nas imagens feitas por testemunhas é possível ver o pai e a mãe pegando a criança do colo um do outro, em uma espécie de ‘cabo de guerra’ dentro do shopping. O homem chega a pegar o menino nos braços e tenta sair de dentro do shopping com o garoto, mas é interrompido pela mãe da criança. 

Leia também: Homem é condenado a mais de mil anos de prisão após estuprar enteada 63 vezes

É nesse momento em que os visitantes que estavam no shopping interferem na briga e tentam conversar com o pai para que ele devolva a criança à mãe. Algumas pessoas chegam até a trocar tapas e socos com o pai, que revida os golpes. Outros homens tentam impedir a briga entre o casal, enquanto a criança que está sendo ‘disputada’ grita e chora. A confusão só termina depois que um homem consegue controlar o pai e puxá-lo para longe da mãe e do menino.



Leia também: Crianças desnutridas são encontradas enjauladas pelos pais nos Estados Unidos

Tanto o homem quanto a mulher – que não tiveram seus nomes revelados – foram detidos e levados à delegacia, onde foi feito boletim de ocorrência para o caso. Segundo o pai, o dia em que a confusão aconteceu era o dia em que ele tinha direito de ficar com o filho, porém a ex-mulher não entregou a criança para ele e foi a partir disso que a discussão começou.