Tamanho do texto

Argentino de 65 anos passeava com a mulher e a filha por ponto turístico em Itapuã, quando foi abordado por dois assaltantes que portavam uma faca

Turista de 65 anos foi morto a facadas, enquanto passava por ponto turístico em Salvador
Reprodução/Facebook
Turista de 65 anos foi morto a facadas, enquanto passava por ponto turístico em Salvador

Um turista argentino de 65 anos foi esfaqueado e morreu, no início da noite desta terça-feira (19), após ser assaltado no bairro de Itapuã, em Salvador. Daniel Barizone, de 65 anos, estava acompanhado da filha e da mulher, Emilia Cano, quando foi abordado pelos assaltantes.

Leia também: Namorado de tatuador é achado morto uma semana após desaparecer no litoral de SP

Segundo a Polícia Civil, o argentino passeava com a família e foi abordado por dois assaltantes por volta das 18h20 na região do Farol de Itapuã, ponto turístico da cidade, onde fica uma das praias mais famosas de Salvador. Após ter os seus pertences roubados, o turista foi atingido com golpes de facas e os criminosos fugiram.

Em relato ao jornal argentino El Doce , Emilia contou que recebeu a ajuda de dois homens que estavam no local e que, com uma camisa, tentou apertar a ferida do marido, que perdia muito sangue. Barizone chegou a ser atendido por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), porém não resistiu aos ferimentos.

Leia também: Jovem morre após ser atingido por raio enquanto acampava no litoral de São Paulo

As identidades dos autores do crime estão sendo investigadas e o caso, que está sendo considerado como latrocínio – roubo seguido de morte, é apurado pelo Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) e, posteriormente, será encaminhado à Delegacia de Proteção ao Turista (Deltur). O corpo foi levado para autópsia no Instituto Médico Legal Nina Rodrigues.

Barizone era do município de Obispo Trejo, na província de Córdova, segunda mais populosa da Argentina. O cônsul argentino em Salvador , Pablo Virasovo, confirmou ao jornal argentino que está fornecendo apoio à família da vítima. "O consulado está prestando assistência desde ontem, dando apoio aos parentes e apoiando o processo inicial de investigação".

Leia também: Casal morre afogado enquanto tirava selfies em praia do Rio de Janeiro

O cônsul ainda destacou que, no dia 8 de fevereiro, aconteceu um caso parecido contra um turista argentino em Itapuã, que também foi esfaqueado, mas conseguiu ser salvo e internado em um hospital da região.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas