Tamanho do texto

Casal passeava pelo litoral quando desapareceu no último dia 3; corpos de tatuador e namorado foram achados em Santos com sinais de afogamento

Tatuador e namorado foram passar o fim de semana em Santos, no litoral de São Paulo, quando desapareceram
Reprodução/Facebook
Tatuador e namorado foram passar o fim de semana em Santos, no litoral de São Paulo, quando desapareceram

O corpo de Douglas Alcântara de Souza, de 29 anos, foi encontrado entre as pedras do Parque Municipal Roberto Mário Santini, em Santos, no litoral de São Paulo. A localização de Douglas se dá uma semana depois que  ele e o namorado, o tatuador Henrique Oliveira Falbo, de 22 anos, despareceram durante um passeio pelo litoral. As informações foram confirmadas nesse domingo (10) pela família da vítima.

O casal estava junto há cerca de cinco meses e passava o fim de semana em uma pousada no bairro do Itararé, em São Vicente, quando desapareceram juntos no dia 3 de fevereiro. Segundo o irmão de Douglas, a última localização dos dois pelas redes sociais foi às 16h30, após isso ambos foram vistos, pelas câmeras de segurança, em um quiosque da região por volta das 18h. O corpo do tatuador foi encontrado por banhistas um dia depois do desaparecimento, na noite da última segunda-feira (4), com sinais de afogamento, próximo ao Canal 1, em Santos.

Desde então, a família de Douglas estava em São Vicente em busca de qualquer informação sobre sua localização. Segundo os bombeiros, visitantes avistaram o corpo nas pedras do Emissário Submarino, na manhã do último sábado (9), e acionaram as equipes de resgate. A região foi isolada e o corpo foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) de Santos para passar por exames de DNA, caso necessário, e de identificação das digitais.

Leia também: Jovem morre após ser atingido por raio enquanto acampava no litoral de São Paulo

"Confirmamos hoje no IML, o corpo estava em fase avançada de decomposição, com isso a identificação não era fácil, e de todo corpo só deu pra conseguirem dois pedaços de tatuagem. Quando o rapaz mostrou a primeira foto já reconheci a tatuagem do pescoço e confirmamos", escreveu o irmão de Douglas em publicação feita em sua rede social. Segundo a família, ao que tudo indica, ambos teriam se afogado juntos no dia do desaparecimento.

Leia também: Homem é espancado após tentar abusar de jovem com deficiência no litoral de SP

Douglas deve ser sepultado nesta segunda-feira (11), em Itaquaquecetuba, cidade da região metropolitana de São Paulo, onde morava. Já o tatuador morava em Pirituba, bairro da zona oeste da capital paulista.