Tamanho do texto

Beneficiada com a 'saidinha' de fim de ano, condenada foi flagrada em uma festa de casamento em Taubaté, a 340 quilômetros da residência informada

Suzane von Richthofen vai seguir com o benefício do regime semiaberto mesmo após ser flagrada em festa
Luara Leimig/TV Vanguarda
Suzane von Richthofen vai seguir com o benefício do regime semiaberto mesmo após ser flagrada em festa


Condenada a 39 anos de prisão pelo assassinato de seus pais em outubro de 2002, Suzane Von Richthofen foi autorizada a permanecer fora da penitenciária de Tremembé, no interior de São Paulo, mesmo após descumprir as regras do regime semiaberto. A detenta foi flagrada em uma festa de casamento em Taubaté , na região do Vale do Paraíba, horas após deixar o presídio para a chamada popularmente como ‘saidinha’ de fim de ano.

A juíza Sueli Zeraik, da Vara de Execuções Criminais de Taubaté, entendeu que Suzane Von Richthofen não cometeu uma infração e, por isso, permitiu que a mesma mantivesse o benefício do regime semiaberto. Ela foi conduzida para a delegacia da cidade após policiais miliatres a flagrarem em uma festa depois de denúncias pelo 190.

Pelas regras do regime semiabertoSuzane teria que ter ido diretamente do presídio para a residência informada à Justiça, uma casa em Angatuba, município que fica a cerca de 350 quilômetros de Taubaté.

Com a prisão temporária novamente concedida, a detenta precisará retornar para a penitenciária de Tremembé apenas no dia 03 de janeiro (quinta-feira), podendo assim desfrutar do natal e do réveillon com amigos.

Suzane conseguiu a progressão do regime fechado para o semiaberto em outubro de 2015, exatos 13 anos após o crime de assassinato de seus pais. Com o benefício, ela tem direito a passar páscoa, dia dos pais, dia das mães, natal e réveillon em liberdade.

Em setembro deste ano, a detenta teve o pedido de cumprir o restante da pena em liberdade. A Justiça entendeu que ela ainda pode ser um risco para a sociedade.

  Cerca de três mil detentos do Brasil possuem o benefício do semiaberto e deixaram as prisões entre sexta-feira (21) e este domingo (23), com retorno previsto apenas para o dia 03 de janeiro. Com isso, a polícia militar reforça a segurança nas ruas durante o final de ano.

Além de precisar ir diretamente para a residência informada após deixar o presídio, o preso em semiaberto é proibido de frequentar boates e bares e não pode ser flagrado na rua após as 22 horas.

Filha dos empresários Manfred e Marísia Von Richthofen, Suzane Von Richthofen tramou e executou as mortes dos pais em outrubro de 2002 junto com o então namorado e o irmão dele, Daniel e Cristian Cravinhos, respectivamente. O objetivo era ficar com a herança da família que morava em uma mansão no Brooklin, bairro nobre de São Paulo. Pelo crime, ela acabou condenada a 39 anos de prisã o.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.