Soldado PM Kelves Freitas de Brito foi morto em junho, no RN; Polícia paulista matou suspeito pelo crime
Divulgação/Polícia Militar do RN
Soldado PM Kelves Freitas de Brito foi morto em junho, no RN; Polícia paulista matou suspeito pelo crime

Uma ação conjunta entre as polícias Civil e Militar de São Paulo resultou na morte do suspeito de chefiar organização criminosa que ordenou uma série de ataques a policiais do Rio Grande do Norte, no primeiro semestre deste ano. 

Leia também: Doria convida ex-comandante da PM para assumir Administração Penitenciária em SP

O suspeito Rafael Silvestre da Silva, conhecido como "Gilmar", foi morto durante a ação da Polícia na manhã desta sexta-feira (7) em uma chácara de Juquitiba, na região metropolitana de São Paulo. Não foram informados detalhes sobre as circunstâncias da morte.

O criminoso era acusado de ter ordenado mais de cem homicídios contra agentes policiais no Rio Grande do Norte . Uma das vítimas dos comandos de "Gilmar" foi o soldado PM Kelves Freitas de Brito, executado a tiros, no dia 2 de junho, dentro de um estabelecimento comercial em Parnamirim, cidade da região metropolitana de Natal. A PM potiguar destacou, em nota divulgada à época do crime, que o assassinato se tratou de um ato "covarde".

Você viu?

Leia também: Juíza bloqueia contas de Roraima para pagamento de salários atrasados da Polícia

O soldado Kelves havia ingressado na corporação no ano de 2010, tendo sido lotado no Quinto Batalhão de Polícia Militar, Companhia Independente de Policiamento Ambiental e, atualmente, pertencente à Força Tática do 3° Batalhão de Polícia Militar.

A morte do soldado Kelves representou o 14º homicídio de policiais somente no primeiro semestre do ano no Rio Grande do Norte. A suspeita é de que o criminoso morto nesta sexta-feira tenha tido participação em outros casos. É investigado, ainda, se Rafael Silvestre da Silva atuou coordenou também ataques a agentes da  Polícia de Minas Gerais.

Leia também: Caminhoneiros cogitam nova greve após decisão de Fux sobre tabela de frete

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários