Tamanho do texto

Moradores de Caieiras, Franco da Rocha e Francisco Morato encaram enchentes desde cedo; na capital, manhã teve 80 km de congestionamentos, carros ilhados na marginal e viagens canceladas em rodoviária e aeroporto

Temporal alagou centro de Franco da Rocha, na Grande São Paulo
Reprodução/Twitter - @LucasMacedo80
Temporal alagou centro de Franco da Rocha, na Grande São Paulo

Cidades da região metropolitana de São Paulo enfrentam neste sábado (1º) transtornos decorrentes do forte temporal que atingiu a região entre a noite dessa sexta-feira (30) e a madrugada de hoje. Um dos lugares mais afetados é Franco da Rocha, onde a área central da cidade amanheceu completamente alagada, impedindo o acesso à estação da CPTM que atende os moradores do município. Segundo a prefeitura, foram registrados 110 milímetros de chuva em apenas seis horas.

Leia também: Vídeo mostra caso de racismo no metrô: "Não quero que essa preta toque em mim"

Os moradores de Francisco Morato também enfrentaram alagamentos em decorrência da chuva . Em Caieiras, o rio Juqueri transbordou, deixando diversos veículos presos em meio à enchente. A própria cidade de São Paulo amanheceu com 40 pontos de alagamentos (nenhum deles está mais ativo) e com bloqueios em vias importantes, como a Marginal do Tietê. O congestionamento na cidade chegou a 80 quilômetros, índice bem acima da média para o dia e horário.

De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) da capital paulista, o volume de chuva acumulado entre as 19h de sexta-feira e as 7h desta manhã foi de 66,1 mm. Esse índice representa mais de um terço de toda a chuva que é esperada para o mês de dezembro, que tem média histórica de 190,7mm.

O Corpo de Bombeiros de São Paulo foi acionado para atender a 15 desmoronamentos e 51 ocorrências de enchentes. Também foram contabilizadas 22 quedas de árvores, entre a meia-noite e as 11h desta manhã.

Paulistanos relatam congestionamento por conta da chuva no início deste sábado (1) na Margina Tietê
Reprodução/Twitter
Paulistanos relatam congestionamento por conta da chuva no início deste sábado (1) na Margina Tietê



Diversos veículos ficaram ilhados em trechos da Marginal Tietê, onde mais de 350 mil carros passam diariamente. Os acessos à pista da marginal sob a Ponte das Bandeiras, no sentido Ayrton Senna, foram bloqueados pela CET para evitar situação vivenciada por vários motoristas em outros trechos:  a de ficarem ilhados e esperando horas até o nível da água baixar.

A previsão é de que, na tarde de sábado, novas áreas de instabilidade provoquem pancadas de chuva de moderadas a forte com potencial para formação de alagamentos. O CGE ressalta que o solo encharcado eleva o risco de deslizamentos de terra nas áreas de encosta.

Leia também: Governo de SP retira R$ 75 milhões da Segurança e repassa ao Ministério Público

Voos cancelados por conta da chuva

Ao menos 29 voos foram cancelados por conta da chuva no Aeroporto de Congonhas
Antonio Cruz/Agência Brasil
Ao menos 29 voos foram cancelados por conta da chuva no Aeroporto de Congonhas

O forte temporal que durou mais de 16 horas na Grande São Paulo também afetou a vida de quem pretendia viajar. Passageiros passaram horas aguardando a saída de ônibus do terminal rodoviário do Tietê.

No Aeroporto de Congonhas, na zona sul da capital,  29 voos cancelados até às 8h, de acordo com informações da Infraero. Além disso, outros 40 voos atrasaram desde a meia-noite de sábado.

Leia também: Queda de avião mata duas pessoas e fere 12 na zona norte de São Paulo

Na noite de sexta-feira (30), a chuva que atingia São Paulo deixou toda a cidade em estado de atenção para alagamento. O terminal não recebeu voos de Brasília, Rio de Janeiro e Curitiba durante uma hora devido à falta de visibilidade, de acordo com a Infraero.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.