Tamanho do texto

Uma enfermeira, um faxineiro e um agente penitenciário estão sob a mira dos detentos; confusão teria tido início durante um motim, nesta tarde

Caso ocorre no Complexo Penitenciário de Gericinó; rebelião em Bangu tem pelo menos três reféns, nesta sexta-feira
Agência Brasil
Caso ocorre no Complexo Penitenciário de Gericinó; rebelião em Bangu tem pelo menos três reféns, nesta sexta-feira

A Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) do Rio de Janeiro acionou o Gabinete de Crise da Secretaria de Segurança Pública do Estado, na tarde desta sexta-feira (26). O motivo do contato foi uma rebelião em Bangu 4, a Penitenciária Jonas Lopes de Carvalho, localizada dentro do Complexo Penitenciário de Gericinó.

Leia também: Empresário nega ter levado dólares para local do tiroteio entre policiais civis

A confusão começou a partir de um motim. De acordo com as primeiras informações, pelo menos três pessoas são mantidas reféns por detentos na rebelião em Bangu 4, sendo que os três são funcionários do Complexo Penitenciário. 

De acordo com informações do secretário de administração penitenciária, os reféns são uma enfermeira, um agente penitenciário e um faxineiro. Ainda não há informações sobre detentos que foram feridos no motim. 

Leia também: Polícia Federal deflagra operação contra crimes eleitorais em SP, MG, PE e RS

Segundo informações da Rádio Bandeirantes, equipes do Grupamento de Intervenção Tática da Secretaria de Administração Penitenciária estão no interior da unidade, tentando negociar o fim da rebelião com os presos.

De acordo com informações liberadas pela Seap, o secretário de Estado de Administração Penitenciária, David Anthony, está a caminho do local e ativou também o Gabinete de Crise do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC).

Leia também: Jovem de Porto Alegre marcada com suástica na barriga se automutilou, diz laudo

A unidade fica na zona oeste do Rio de Janeiro e abriga presos ligados à facção criminosa Terceiro Comando da Capital (TCC). A Polícia Militar foi acionada e realiza um cerco no lado externo do presídio. Por medida de segurança, o espaço aéreo na região de Bangu está fechado.

* Notícia em atualização.