Tamanho do texto

Armas com numeração raspada estavam desmontadas e seriam enviadas para o Rio de Janeiro; passageiro foi preso em flagrante pela Polícia Federal

Apreensão das pistolas Glock foi feita durante uma fiscalização de rotina nas bagagens despachadas
DIVULGAÇÃO/ PF
Apreensão das pistolas Glock foi feita durante uma fiscalização de rotina nas bagagens despachadas

A Polícia Federal apreendeu na manhã desta quinta-feira (18) seis pistolas Glock semiautomáticas e com a numeração raspada, no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo. O passageiro que portava o armamento e fazia o trajeto de Curitiba para o Rio de Janeiro, com conexão em São Paulo, foi preso em flagrante pelas autoridades.

Leia também: Polícia encontra possíveis autores de símbolo nazista em igreja de Nova Friburgo

A apreensão das pistolas Glock foi feita durante uma fiscalização de rotina nas bagagens despachadas, onde foram localizados objetos metálicos em uma das malas. De acordo com a Polícia Federal, após a identificação do passageiro, a mala foi aberta e as armas foram encontradas escondidas em embalagens de perfumes.

Ao todo foram apreendidas seis pistolas semiautomáticas Glock calibre ponto 40, de uso restrito, todas com a numeração raspada. Segundo a PF, esse tipo de arma somente pode ser adquirido por forças de seguranças e portadores regularmente registrados.

Leia também: Após assalto a lotérica em Manaus, criminosos fazem escudo humano com reféns

A prisão em flagrante foi decretada por ocultação, transporte e adulteração de armas de fogo de uso restrito, conforme previsto no Estatuto do Desarmamento . A pena prevista é de 6 a 12 anos de prisão. O homem foi encaminhado ao sistema prisional, onde permanecerá à disposição da Justiça.

A Polícia Federal informou que abriu uma investigação para identificar os vendedores e os destinatários do armamento apreendido no aeroporto.

Na semana passada, agentes da Polícia Federal , em ação conjunta com a Polícia Militar, prenderam em flagrante quatro homens na serra de Macaé, no norte fluminense, com armas de guerra que iriam para o tráfico de drogas na cidade, uma das mais prósperas da região, devido ao acesso mais rápido de helicóptero para transporte de funcionários às plataformas da Petrobras. Na cidade, também ficam várias empresas ligadas à prospecção de petróleo.

Leia também: PF apreende drogas e até fósseis no aeroporto de Guarulhos durante o feriado

Com o grupo, foram apreendidos seis fuzis de calibre 556, pistolas Glock calibre 40, e 218 munições calibre 556. Todos os presos fazem parte da organização criminosa que atua na região de Macaé, no Rio de Janeiro.