Tamanho do texto

Palloma Lima, de 18 anos, foi levada de carro em estado grave ao Hospital Regional do Gama, no DF, mas não resistiu; dois suspeitos foram detidos

Palloma Lima, de 18 anos, foi levada a um hospital de Gama após ser baleada em jogo roleta-russa
Reprodução/Facebook
Palloma Lima, de 18 anos, foi levada a um hospital de Gama após ser baleada em jogo roleta-russa

Uma jovem de 18 anos morreu após levar um tiro do namorado, de 27 anos, na última terça-feira (9), na região de Gama, no Distrito Federal (DF). A vítima chegou a ser levada ao Hospital Regional de Gama por quatro pessoas, incluindo o autor do disparo, mas não resistiu e faleceu no local. As investigações sobre o caso são realizadas pela 14ª DP da Polícia Civil, que aponta que uma "brincadeira de roleta-russa" tenha causado a morte de Palloma Lima. 

A roleta-russa é uma espécie de "jogo de sorte", em que o revólver fica apenas com uma bala. Os participantes giram o tambor e apontam a arma entre si, sem saber em qual posição o projétil está, arriscando suas vidas. Segundo a Polícia Militar e a Polícia Civil do Distrito Federal afirmaram ao iG,  o namorado de Palloma foi levado para a cadeia, sendo preso em flagrante por homicídio. Ele foi identificado apenas como "L.L.O".

Os policiais disseram que o carro em que a jovem foi levada ao hospital estava com "manchas de sangue" e foi recolhido pela PM. Ainda de acordo com as autoridades, uma mulher de 21 anos e o namorado, de 20, testemunharam o crime, que aconteceu por volta da 1h30 da madrugada. Eles foram levados à  20ª DP para prestarem depoimento. 

Leia também: Vídeo mostra homem empurrando mulher nos trilhos do Metrô de São Paulo; assista

Investigações policiais

Durante as investigações, foram encontradas na casa dos suspeitos: três munições calibre 40, 15 munições calibre 357, e 12 munições calibre 32. Também foram capturadas drogas e um tablet. Assim, após as providências legais, o namorado da vítima foi preso por homicídio e o outro suspeito, identificado por F.M.C. C.P., de 20 anos, autuado por tráfico de drogas, posse de munição e favorecimento pessoal. 

Leia também: Delegacias reabrem após fim de greve no RN; governo quer votar pacote anticrise

A um jornal local, o autor do disparo negou que tenha participado do "jogo", e que tenha participação na morte da namorada. Porém, a tia da vítima, que não teve o nome divulgado, relatou a uma rede filiada da TV Globo que "não acredita que a jovem tenha se matado por depressão ou causas psicológicas". Segundo ela, Palloma era "muito querida pelos amigos e se dava muito bem com a família". "Ela tem uma supermãe e um ótimo padrasto, eles nunca brigavam. O que aconteceu agora só o tempo vai dizer", lamentou. 

Leia também: Datafolha: Maior parte dos brasileiros é contra o porte legal de armas estendido

Nas redes sociais , amigos da vítima escreveram mensagens de luto, após a notícia de sua morte em um jogo de roleta-russa.  “Tão nova, tão cheia de vida”, escreveu uma amiga. “Estou sem acreditar. Se tornou um anjo lindo, que Deus possa confortar toda sua família. Força”, escreveu outra pessoa.