Pesquisa Datafolha aponta que 56% dos brasileiros são contrários à medida

Moradores das capitais brasileiras e as mulheres são os que menos gostam da ideia do porte de armas estendido
Pexels
Moradores das capitais brasileiras e as mulheres são os que menos gostam da ideia do porte de armas estendido

Mais de 50% dos brasileiros ainda são contra ao porte legal de armas estendido a todos os cidadãos. O dado é de pesquisa Datafolha publicada na noite deste domingo (7) pelo site do jornal “Folha de S. Paulo”.

Leia também: "Estou bem e em segurança", diz brasileiro que ficou preso na Venezuela

Após consecutivas quedas no índice, ele se manteve estável em relação ao último ano. Em 2013, 68% dos entrevistados se diziam contrários ao porte legal de armas estendido a todos os cidadãos. No ano seguinte, 62% se posicionaram contra a medida, índice que baixou ainda mais, para 55%, no meio do ano passado. Atualmente, 56% das pessoas são contrárias à ideia.

Leia também: Chefe de facção apontado por comandar motins em prisão de Goiás é preso no Rio

Menor apoio

Os moradores das capitais brasileiras são os que menos gostam da ideia de pessoas comuns com permissão para posse de armas. O índice de apoio à proibição de porte chegou a 62%, número que se repete nas cidades com mais de 500 mil habitantes.

Em relações aos sexos, as mulheres são as que menos concordam com a ideia de mais pessoas tendo porte legal de uma arma – 65% delas são contra. O mesmo posicionamento é visto na maior parte da região Norte, onde 59% dos entrevistaram não concordam com a medida.

Leia também: Devem existir limites para a arte? Tema da redação da Fuvest relembra Queermuseu

O Datafolha entrevistou 2.765 brasileiros em 192 municípios. A pesquisa foi realizada nos dias 29 e 30 de novembro de 2017. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.