Líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR)
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR)

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 ouve nesta quinta-feira, 12, o deputado federal Ricardo Barros (PP-PR), líder do governo na Câmara Federal . Ex-ministro da Saúde do governo Temer e um dos principais nomes do Centrão, ele deve prestar esclarecimentos sobre suspeitas de irregularidades nas negociações para compra da vacina Covaxin.

Barros foi  citado no depoimento do também deputado Luis Miranda (DEM-DF), que relatou à CPI as irregularidades no contrato da Covaxin. Segundo Miranda, ele levou pessoalmente as informações ao presidente da República, que teria falado "isso é coisa de Ricardo Barros". Bolsonaro não mandou abrir uma investigação e é acusado do crime de prevaricação . Assista ao vivo:

Ricardo Barros, que responde a um processo de improbidade administrativa, herança da época que comandava o ministério, nega ter cometido qualquer irregularidade. "Não participei de nenhuma negociação em relação à compra das vacinas Covaxin. Não sou esse parlamentar citado, A investigação provará isso. Não tenho relação com esse fatos", afirmou.

Integrantes da CPI divergem sobre qual seria o melhor momento para colher o depoimento do líder do governo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários