Taiwan se vê cada vez mais perto de ataques da China em seu território
Flickr
Taiwan se vê cada vez mais perto de ataques da China em seu território

Autoridades de Taiwan relatam a presença de 20 aeronaves e 14 navios de guerra chineses, realizando testes, ao redor do país. Isso é uma represália à visita de Nanct Pelosi — presidente da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos — nesta semana. Como reação aos chineses, caças estão sendo colocados no espaço aéreo da ilha e mísseis estão a postos.

A China considera que Taiwan é parte de seu território. E a visita da americana ao país não foi bem aceita pelos chineses. Segundo o Ministério da Defesa de Taiwan, hoje (6), caças cruzaram a linha mediana, uma marca não oficial que separa os dois lados e que não é reconhecida pela China desde 2020.

Avião J-16 da China; modelo foi visto em Taiwan
Reprodução/Ministério da Defesa da China
Avião J-16 da China; modelo foi visto em Taiwan

Na sexta-feira, a defesa de Taiwan havia disparado sinalizadores para afastar sete drones que sobrevoaram as ilhas Kinmen e aeronaves não identificadas que sobrevoavam as ilhas Matsu.

O comando militar chinês alega que continuava a realizar exercícios marítimos e aéreos a norte, sudoeste e leste de Taiwan, e que seu foco era testar a sua capacidade de ataque terrestre e marítimo . Os exercícios chineses, concentrados em seis locais ao redor da ilha, começaram na quinta-feira e estão programados para durar até o meio-dia de domingo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários