Administração Penitenciária questiona se Flordelis deve ser transferida
Reprodução
Administração Penitenciária questiona se Flordelis deve ser transferida

Após a ex-deputada federal  Flordelis dos Santos de Souza ser transferida para o mesmo presídio aonde está sua neta Rayane dos Santos Oliveira, também acusada de envolvimento na morte do pastor Anderson do Carmo, o secretário de Administração Penitenciária, Raphael Montenegro, encaminhou um pedido à Justiça questionando sobre a necessidade da transferência de Flordelis, acusada de ser mandante do crime, para uma unidade prisional em Campos dos Goytacazes. No momento, as duas estão no Instituto Penal Santo Expedito, que fica ao lado do Complexo do Gericinó, na Zona Oeste do Rio.

No pedido, Montenegro justifica a decisão proferida no decreto de prisão de Flordelis de que é proibido qualquer contato entre os corréus do caso e que por isso, a acusada talvez devesse ser encaminhada para uma unidade prisional diferente das outras rés.

O secretário explica que não se mostra possível o cumprimento da ordem judicial de distribuir as demais rés pelas três unidades de custódia feminina situadas na região metropolitana do estado do Rio e questiona sobre uma possível transferência para Campos dos Goytacazes.

No entanto, ele garante que neta e avó estão acauteladas em diferentes galerias, sem qualquer contato entre si. No pedido, ele ainda atenta para o fato de que a transferência dificultaria a rotina de apresentação das rés em Juízo e visitação social.

Além de Flordelis e Rayane, duas filhas da ex-deputada federal estão presas pela morte do pastor Anderson. São elas: Simone dos Santos e Marzy Teixeira. primeira, mãe de Rayane, está presa no Instituo penal Oscar Stevenson, em Benfica. 

Já Marzy está na penitenciária Talavera Bruce, no Complexo de Gericinó. Na Região Metropolitana do Rio há apenas essas três unidades femininas - Santo Expedito, Oscar Stevenson e Talavera Bruce.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários