Em mensagem de fim de ano, Dilma critica 'guerra psicológica' na economia

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Presidente prometeu um 2014 melhor a brasileiros e confirmou Saúde e Educação como prioridades

Em pronunciamento à Nação neste domingo (29), a presidente Dilma Rousseff combateu o que chamou de pessimismo em relação à economia brasileira. "Se mergulharmos em pessimismos e interesses mesquinhos, teremos um País menor. O mesmo se aplica à economia. Em qualquer época, nunca vai haver uma economia perfeita. Sempre haverá algo a corrigir, algo por fazer", disse.

Assista ao pronunciamento na íntegra:

Segundo a presidente, se não houver essa perspectiva positiva, em vez de buscar soluções, o País encontrará problemas. "Se algum setor destilar desconfiança, especialmente injustificada, essa guerra psicológica pode inibir investimentos e retardar iniciativas".

Prioridades

A presidente também afirmou que as áreas de Saúde, Educação e Combate à Pobreza serão prioritárias em 2014, o que já se vê, segundo ela, pela aprovação dos royalties do petróleo para a Educação e pelo sucesso do programa Mais Médicos. 

Reprodução
Dilma faz pronunciamento à Nação

"Sinto alegria de poder tranquilizar vocês dizendo-lhes que entrem em 2014 com a certeza de que o seu padrão de vida será ainda melhor do que você tem hoje"

Em ano de julgamento do Mensalão, Dilma ainda mencionou os méritos do seu governo em relação à corrupção. "Não abrimos mão do combate à corrupção. Nunca se investigou e se puniu tanto o malfeito."


Leia tudo sobre: Dilmapronunciamento

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas