Dilma convoca reunião de emergência com ministros para avaliar protestos

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Protestos levaram cerca de 1 milhão para as ruas; em Brasília, manifestantes colocaram fogo no Palácio do Itamaraty e depredaram o prédio

A presidente Dilma Rousseff convocou para a manhã desta sexta-feira uma reunião de emergência com ministros mais próximos, entre eles o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, da Justiça, para fazer uma avaliação das manifestações realizadas no País. Nesta quinta-feira, cerca de 1 milhão foi às ruas em várias capitais - Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro entre elas - e cidades do interior em protestos tensos que terminaram com um morte e diversos feridos. 

Leia também: Manifestantes colocam fogo no Itamaraty e tentam invadir o prédio

Leia mais: Em meio a tensão dos protestos, Dilma deixa o Palácio do Planalto

A invasão ao Palácio do Itamaraty deixou as autoridades palacianas "assustadas" e chocadas". Elas consideraram este fato "muito grave". Embora apenas Cardozo apareça na agenda de Dilma, os ministros chamados da Casa, que trabalham do Planalto, participarão do encontro. Na pauta, o mapeamento da extensão das manifestações e medidas emergenciais que podem ser tomadas para arrefecer o movimento.

Apesar de especulações, a possibilidade de a presidente fazer um pronunciamento para responder aos protestos - e particularmente, à ação de vândalos que destruíram parte do Itamaraty - estava descartada na noite desta quinta-feira. A reunião desta sexta-feira teve ter a presença dos ministros da Casa Civil, da Secretaria Geral, da Comunicação Social, e das Relações Institucionais. Outros ministros poderão ser convocados para o encontro.

Dilma Rousseff deixou o palácio do Planalto em direção ao palácio da Alvorada às 20h28, quando considerava que o ambiente estava relativamente calmo, sem problemas mais graves. Imediatamente após sua saída do Planalto, houve a invasão ao Itamaraty. Dilma, que passou o dia em seu gabinete despachando com ministros, chegou a acompanhar a movimentação em todo o país, pelo noticiário da TV, em vários momentos. A exemplo de ontem, nesta quinta-feira, a presidente passou o dia no Planalto, sem sair sequer para almoçar em casa, como de costume.

De acordo com auxiliares da presidente, esta postura violenta foi "além da conta". O problema, lembram, é que nesta quinta-feira não havia uma reivindicação específica que o governo possa analisar. Era o protesto pelo protesto.

Manifestantes entram em confronto com a polícia no Rio de Janeiro. Foto: APManifestantes entram em confronto com a polícia no Rio. Foto: O DiaManifestante é ferido no sétimo dia de protestos em SP. Foto: DivulgaçãoManifestantes hostilizam partidos em sétimo dia de protestos em SP. Foto: APManifestantes tentam invadir a sede do Itamaraty em Brasília. Foto: ReutersManifestantes rasgam bandeira do PT durante protesto na Avenida Paulista. Foto: Futura PressCartazes pedem fim da PEC 37 que limita poder de investigação do Ministério Público. Foto: Futura PressManifestantes durante sétimo dia de protestos em SP. Foto: Futura PressManifestação reúne milhares de pessoas em São Paulo. Foto: Futura PressManifestantes ateiam fogo no Palácio do Itamaraty em protesto que reuniu 20 mil em Brasília. Foto: ReproduçãoManifestantes colocam fogo no Palácio do Itamaraty em protesto que reuniu mais de 20 mil. Foto: ReproduçãoManifestantes saíram às ruas em Ribeirão Preto. Foto: Futura PressManifestante com capuz preto participa de manifestação em Porto Alegre, RS. Foto: Futura PressManifestantes entram em confronto com a polícia em Brasília. Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/ABrManifestantes entram em confronto com a polícia em Brasília. Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/ABrManifestantes entram em confronto com a polícia em Brasília. Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/ABrManifestantes entram em confronto com policiais durante protesto no centro do Rio de Janeiro  . Foto: O DiaManifestantes entram em confronto com policiais durante protesto no centro do Rio de Janeiro  . Foto: O DiaManifestantes entram em confronto com policiais durante protesto no centro do Rio de Janeiro  . Foto: O DiaManifestantes entram em confronto com policiais durante protesto no centro do Rio de Janeiro  . Foto: O DiaManifestantes entram em confronto com policiais durante protesto no centro do Rio de Janeiro  . Foto: O DiaProtesto contra o aumento do valor das passagens de ônibus, trens e metrô, em Curitiba (PR). Além das passagens, diversas outras causas estão  reivindicadas . Foto: Daniel Castellano/GAZETA DO POVO/Futura PressProtesto contra o aumento do valor das passagens de ônibus, trens e metrô, em Curitiba (PR). Além das passagens, diversas outras causas estão  reivindicadas . Foto: Daniel Castellano/GAZETA DO POVO/Futura PressManifestantes tentam invadir Prefeitura de Campinas,no interior de São Paulo. Foto: Futura PressManifestantes ocupam as ruas do centro do Rio de Janeiro. Foto: Tomaz Silva/ABrManifestantes ocupam as ruas do centro do Rio de Janeiro. Foto: Tomaz Silva/ABrManifestantes ocupam as ruas do centro do Rio de Janeiro. Foto: Tomaz Silva/ABrManifestantes ocupam as ruas do centro do Rio de Janeiro. Foto: Tomaz Silva/ABrMais de 20 mil manifestantes estão em frente ao Planalto, em Brasília. Foto: BSB Valter Campanato ABrMais de 20 mil manifestantes estão em frente ao Planalto, em Brasília. Foto: BSB Valter Campanato ABrMais de 20 mil manifestantes estão em frente ao Planalto, em Brasília. Foto: BSB Valter Campanato ABrCerca de 20 mil pessoas protestam em frente ao Congresso Nacional. Foto: Agência BrasilTeresina, capital do Piauí, também é palco de manifestações. Foto: Raoni Barbosa/Futura PressManifestantes vão às ruas em Recife com bandeiras contra a corrupção, contra a PEC 37 e diversas outros pedidos. Foto: Leia JáManifestantes vão às ruas em Recife com bandeiras contra a corrupção, contra a PEC 37 e diversas outros pedidos. Foto: Leia JáManifestantes vão às ruas em Recife com bandeiras contra a corrupção, contra a PEC 37 e diversas outros pedidos. Foto: Leia JáManifestantes vão às ruas em Recife com bandeiras contra a corrupção, contra a PEC 37 e diversas outros pedidos. Foto: Leia JáManifestantes vão às ruas de Recife com bandeiras contra a corrupção, contra obras da copa, pedindo mais investimentos em Saúde e Educação, entre outros pedidos. Foto: Flavio Alves/AImagemFutura PressManifestantes vão às ruas de Recife com bandeiras contra a corrupção, contra obras da copa, pedindo mais investimentos em Saúde e Educação, entre outros pedidos. Foto: Flavio Alves/AImagemFutura PressManifestantes vão às ruas de Recife com bandeiras contra a corrupção, contra obras da copa, pedindo mais investimentos em Saúde e Educação, entre outros pedidos. Foto: Flavio Alves/AImagemFutura PressManifestantes vão às ruas em Fortaleza (CE). Foto: Roberto Vazquez/Futura PressManifestantes vão às ruas em Fortaleza (CE). Foto: Roberto Vazquez/Futura PressManifestantes vão às ruas em Fortaleza (CE). Foto: Roberto Vazquez/Futura PressManifestantes voltam às ruas no DF com bandeiras contra a PEC 37, "Fora Renan", contra obras da Copa e outras bandeiras. Foto: Nivaldo Souza/iG BrasíliaManifestantes voltam às ruas no DF com bandeiras contra a PEC 37, "Fora Renan", contra obras da Copa e outras bandeiras. Foto: Nivaldo Souza/iG BrasíliaManifestantes voltam às ruas no DF com bandeiras contra a PEC 37, "Fora Renan", contra obras da Copa e outras bandeiras. Foto: Nivaldo Souza/iG BrasíliaMesmo após a redução da tarifa de ônibus, manifestantes voltam às ruas no Rio de Janeiro contra várias outras bandeiras como a aprovação da PEC 37 e a corrupção  . Foto: Celso Barbosa/Futura PressMesmo após a redução da tarifa de ônibus, manifestantes voltam às ruas no Rio de Janeiro contra várias outras bandeiras como a aprovação da PEC 37 e a corrupção  . Foto: Murilo Rezende/Futura PressManifestantes vão às ruas em Salvador contra o aumento da tarifa de ônibus e várias outras bandeiras como a aprovação da PEC 37 e a corrupção  . Foto: Bahia Raul Golinelli/Futura PressManifestantes vão às ruas em Belém (PA) contra o aumento da passagem de ônibus e contra várias outras bandeiras como a cura gay e a corrupção  . Foto: Igor Mota/Futura PressManifestantes vão às ruas em Belém (PA) contra o aumento da passagem de ônibus e contra várias outras bandeiras como a cura gay e a corrupção  . Foto: Igor Mota/Futura PressManifestantes vão às ruas em Belém (PA) contra o aumento da passagem de ônibus e contra várias outras bandeiras como a cura gay e a corrupção  . Foto: Igor Mota/Futura PressManifestantes vão às ruas em Belém (PA) contra o aumento da passagem de ônibus e contra várias outras bandeiras como a cura gay e a corrupção  . Foto: Igor Mota/Futura Press


Com Agência Estado

Leia tudo sobre: dilma rousseffmanifestaçõesprotesto

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas