Política polarizada entre PT e PSDB justifica preferência por Lula e FHC

Concentração do debate político entre os dois partidos se reflete na disparada dos ex-presidentes em enquete do iG

iG Brasília | - Atualizada às

Em um “replay” das disputas presidenciais de 1994 e 1998, os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso (1994-2002) e Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2010) polarizam com quase 116 mil votos enquete em tempo real feita pelo iG sobre qual titular do Palácio do Planalto mais fez pelo País desde a redemocratização em 1985. No retrovisor da consulta, que até o momento teve a participação de 125 mil internautas, aparecem José Sarney, Fernando Collor, Itamar Franco e a atual presidenta Dilma Rousseff com cerca de 8 mil votos.

Poder Online: "Será preciso mais tempo para avaliar governo Lula", diz FHC

Para o senador Álvaro Dias (PSDB-PR), líder tucano no Senado, o descolamento de FHC e Lula reflete a polarização do quadro político nacional desde a criação do Plano Real no governo do então presidente Itamar Franco (1992-1994). “O debate dos últimos anos se concentra em Lula e FHC e me parece que a polarização entre os dois também ganhou força com o desgaste de outras lideranças”, avalia.

Leia também: iG lança plataforma revolucionária

FHC lidera a enquete com quase 75 mil votos, contra pouco menos de 41 mil de Lula. Eles são os mais longevos presidentes da democracia brasileira, com oito anos de mandato cada. O senador Eduardo Braga (PMDB-AM), líder do governo no Senado, resgata essa história para minimiza a diferença entre eles.

Braga argumenta que Lula e Itamar conseguiram eleger seus eleitores, ao contrário dos demais presidentes. “Todas as pesquisas mostram que o presidente Lula é muito bem avaliado e, inclusive, se fosse candidato venceria”, diz.

Segundo o deputado federal Ronaldo Caiado (DEM-GO), candidato no pleito presidencial de 1989, os líderes são lembrados pela “visão de estadistas” no momento em que o exercício do poder é facilitado por um cenário de tomada de decisão.

“Todas as crises econômicas aconteceram no governo Sarney (1985-1990), que exercia uma presidência que sofria com a síndrome do paraquedismo”, diz Caiado, argumentando que o ex-presidente foi catapultado da vice-presidência para o Palácio do Planalto sem a representatividade popular de Tancredo Neves – eleito indiretamente e morto por problemas de saúde antes de assumir o cargo.

    Leia tudo sobre: Enquete Lula FHC presidentes

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG