Papo na redação: Entenda o Estado Islâmico, grupo mais radical do que a Al-Qaeda

Por Amanda Campos - iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Só em agosto, terroristas mataram pelo menos 1.420 no Iraque; nesta terça, grupo postou vídeo de outro americano decapitado

Os militantes extremistas do Estado Islâmico ganharam as manchetes internacionais em junho, quando tomaram Mosul, segunda maior cidade do Iraque. À época, potências ocidentais decidiram não intervir por considerarem o grupo jihadista um problema sectário regional.

Mas os extremistas continuaram avançando, anunciaram califado em partes do Iraque e da Síria e dizimaram comunidades da região. Em agosto, ações dos terroristas deixaram ao menos 1.420 mortos, de acordo com a ONU. Atualmente, militantes ocupam área equivalente a duas vezes o tamanho do Estado do Rio de Janeiro.

Para falar sobre o assunto, o iG recebeu o cientista político e professor de relações internacionais Heni Ozi Cukier. Confira a entrevista abaixo.


Leia tudo sobre: papo na redaçãotv igeiileiil no iraque

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas