Para Dechtchitsa, situação está mais explosiva, principalmente se tropas russas invadirem o País pelo lado ocidental

Agência Brasil

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Andrii Dechtchitsa, denunciou hoje (23) que há uma concentração de tropas russas na fronteira oriental do país. Segundo ele, aumentou o risco de uma guerra com a Rússia.

Ucranianos se reuniram em manifestação pró Rússia em Donetsk, Ucrânia oriental
AP
Ucranianos se reuniram em manifestação pró Rússia em Donetsk, Ucrânia oriental

Na avaliação de Dechtchitsa, a situação é ainda “mais explosiva” do que há uma semana. Segundo ele, se as tropas russas invadirem a Ucrânia a partir das regiões orientais, será difícil impedir uma reação dos ucranianos. O ministro ucraniano ainda acrescentou que a Ucrânia não sabia o que o presidente russo, Vladimir Putin, “tinha em mente e que iria decidir".

Leia mais:
Tropas russas entram em base aérea ucraniana na Crimeia
Presidente da Rússia completa anexação da Crimeia apesar de sanções do Ocidente

Mulher segura cartaz com foto do presidente deposto da Ucrânia, em protesto neste domingo (23)
AP
Mulher segura cartaz com foto do presidente deposto da Ucrânia, em protesto neste domingo (23)

Mesmo diante da avaliação, Dechtchitsa assegurou que Kiev irá recorrer a "todas as medidas diplomáticas e sanções econômicas e financeiras para parar os russos".

O secretário do Conselho de Segurança Nacional e de Defesa, Andrii Paroubii, que falava na Praça da Independência, em Kiev, onde vários ucranianos se reuniram em protesto, anunciou que as tropas russas estão prontas para atacar a Ucrânia "a qualquer momento".

O ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, declarou que Moscou "respeita todos os acordos internacionais sobre a limitação do número de militares nas zonas fronteiriças da Ucrânia".


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.