Tempestade Sandy deixa usina nuclear 'em alerta' na região de Nova York

De acordo com autoridades, entrada de água em instalação atômica mais antiga dos EUA não oferece riscos à população

iG São Paulo | - Atualizada às

Getty Images
Trabalhador anda por rua inundada de Nova York (29/10)

A passagem da tempestade Sandy pelos Estados Unidos deixou a usina nuclear mais antiga do país em estado de alerta. Parte de outras instalações atômicas na costa leste foram fechadas, mas autoridades garantiram que a situação é segura em todas as usinas americanas.

A usina mais antiga dos EUA, a de Oyster Creek, em Nova Jersey, já estava fechada desde 22 de outubro por causa de uma troca de combustível programada com antecendência.

Mas o aumento das águas na instalação, que fica perto da Baía de Barnegar, levou as autoridades a declarar "evento incomum" por volta das 19h de segunda-feira (horário local). Cerca de duas horas depois, a situação foi elevada para "alerta", o segundo nível mais baixo no sistema de avisos, que tem quatro níveis.

Leia também: Tempestade Sandy causa mortes e queda de energia nos EUA

Saiba mais: Entenda como funciona uma usina nuclear

Vídeo: Sandy causa explosões em usina elétrica de Nova York

Segundo a Comissão Reguladora Nuclear dos EUA (NRC), os níveis de água na usina subiram mais de 2 metros, potencialmente afetando as bombas que circulam água. Se a situação não melhorasse, Oyster Creek poderia ter de usar abastecimento de água de emergência para resfriar barras de combustível de urânio.

Até agora, porém, não há nenhuma ameaça à saúde pública ou à segurança. A agência afirmou que a expectativa é que a água recue em questão de horas na usina, que foi inaugurada em 1969 e deve fechar em 2019.

Uma das unidades da usina de Indian Point, localizada a cerca de 72 km de Nova York, foi fechada por volta das 22h45 de segunda-feira (horário local) por causa de problemas elétricos externos, de acordo com a Entergy Corp, que opera a instalação. A empresa disse que não há riscos para funcionários ou para o público em geral, e que a usina não corre risco porque as águas do rio Hudson, que chegaram a atingir 2,97 metros, já estão diminuindo. Outra unidade da usina está funcionando normalmente.

Uma unidade da usina de Salem, em Hancocks Bridge, Nova Jersey, foi fechada na terça-feira porque quatro das seis bombas de água não estavam funcionando. Essa bombas são usadas para condensar vapor na parte não-nuclear da instalação. 

Em outros locais da costa leste, não houve incidentes em usinas nucleares.

Com AP e Reuters

    Leia tudo sobre: euatempestade sandysandyfuracão sandy

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG