Mestre Elineu oferece serviço online do ritual punhal de ouro, onde 'Grande Espírito' revelaria as dezenas sorteadas

Para alguns a sorte e certas combinações numéricas não são suficientes para garantir prêmio de loterias. Há, por exemplo, os que recorrem a pais de santo e entidades religiosas antes de fazer uma fezinha em casas lotéricas. Elineu Diluca, que se autointitula mestre e profeta, defende que a manifestação sobrenatural e volantes consagrados pelo “O Grande Espírito” podem ser mais certeiros.

Cena do ritual do punhal de ouro no site do mestre Elineu Diluca
Repordução
Cena do ritual do punhal de ouro no site do mestre Elineu Diluca

Leia mais sobre loterias no iG

Relembre crimes relacionados à Mega-Sena

Bolões encalhados viram aposta de donos de lotéricas

Para contratá-lo, apostador paga R$ 110 como taxa de custo pelo ritual com o punhal de ouro e aguarda por correspondência os jogos preenchidos com a inspiração divina. “Basta fazer a sua parte que imediatamente faremos a nossa e você ficará chokado (sic) com os incríveis resultados!”, diz Diluca em sua página.

Ele ainda explica que o serviço, que poderia valer até R$ 10 mil com outros "picaretas", não é cobrado. "Mas se você ganhar o Grande Prêmio a Entidade Sagrada lhe pede algo que é 5% como oferenda, sem obrigação", explica o texto. Como o pratica como um serviço voluntário à entidade, Diluca cobra o valor de custo do ritual sagrado, que envolve velas, mel, frutas e raízes silvestres.

Empresas vendem fórmulas milagrosas para ganhar a Mega-Sena

Caixa aprimora sistema de pagamento após fraude de R$ 73 milhões na Mega-Sena

Matemático dá dicas para aumentar as chances de ganhar na Mega-Sena

Ao final do ritual, o punhal de ouro é retirado de dentro do caldeirão com a revelação dos números como marca d’água. As dezenas são marcadas em volantes da Lotomania, Lotofácil e Mega-Sena e são enviados em até 5 dias úteis por correspondência, em uma embalagem discreta.

A página conta ainda com depoimentos de supostos beneficiados pelos rituais sagrados. Nenhum, no entanto, foi encontrado pelo iG  para comentar o serviço. Procurado pela reportagem, mestre Diluca não respondeu aos e-mails e tentativas de contato.

Veja casos da Mega-Sena que foram parar nas páginas policiais:


    Leia tudo sobre: mega-sena
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.