Advogado do goleiro Bruno diz que Macarrão matou Eliza Samúdio

Em entrevista à TV Folha, Rui Pimenta disse que o ex-secretário do jogador matou Eliza e "deram para cachorro"

iG São Paulo |

O advogado do goleiro Bruno Fernandes afirmou ao programa “TV Folha” transmitido pela TV Cultura que Eliza Samudio foi morta por Macarrão, ex-secretário do jogador.

Bruno, preso há um ano e oito meses sob acusação do desaparecimento e morte da ex-namorada Eliza, vai apresentar a nova versão à Justiça, segundo o advogado Rui Caldas Pimenta.

“Ela foi morta mesmo [...] Acontece que o Macarrão, em vez de fazer o que o Bruno queria, ele levou a moça lá para um cidadão chamado Bola e executaram a moça. Mataram mesmo. Deram para cachorro. Isso tudo é verdade”, disse o advogado à TV Folha.

Saiba mais sobre o caso do goleiro Bruno

Eliza foi amante de Bruno e teve um filho com ele há dois anos. Ela desapareceu pouco depois do nascimento do filho e investigação policial acusa Bruno, Macarrão e outras sete pessoas de envolvimento no caso, incluindo um menor à época do crime.

Conforme o iG noticiou em janeiro, Luiz Henrique Romão, conhecido como Macarrão, chorou ao saber que a defesa do ex-goleiro Bruno Fernandes de Souza o acusa de ter matado Eliza Samudio por um sentimento amoroso dele pelo atleta .

    Leia tudo sobre: eliza samúdiomorteadvogadogoleiromacarrão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG