Prefeito de São Paulo promete área para Unifesp na zona leste

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Instalação de câmpus é reivindicação antiga da população da região, mas projeto só existirá quando prefeitura passar terreno para a instituição

Agência Estado

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), reafirmou nesta quinta-feira (10) que instalará um novo câmpus da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) na zona leste. A unidade compõe o que vem sendo chamado de "anel universitário" pelo Ministério da Educação (MEC), que inclui equipamentos federais em Mauá, Embu, Osasco, Santo André e São Bernardo. Para São Paulo, além do câmpus da Unifesp, está previsto um novo câmpus do Instituto Federal no bairro de Pirituba, na região noroeste da cidade.

Outro câmpus: Unifesp fica em Guarulhos, decide reitor

A instalação de um câmpus da Unifesp na zona leste é reivindicação antiga da população da região. Em 2010, uma área de 175,5 mil m² foi decretada de interesse público pelo então prefeito Gilberto Kassab (PSD), mas o dinheiro para a desapropriação não foi aplicado.

Uma vez desapropriado, restará a discussão sobre os cursos a serem ofertados. A população pede que o cardápio seja similar ao oferecido no câmpus da capital, com curso de Medicina e Hospital Universitário.

Em nota, a Unifesp diz que tem interesse na área, mas que "a mesma só poderá ser considerada da Unifesp quando a Prefeitura de São Paulo passar de fato o terreno para a instituição". Logo, não há novos projetos para a região.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Leia tudo sobre: UnifespHaddaduniversidadesensino superior

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas