Filme para TV retrata Hitchcock como "predador sexual"

"The Girl" mostra relação do cineasta britânico com Tippin Hedren nas filmagens de "Os Pássaros"; atriz considera que experiência foi "opressiva e aterrorizante"

iG São Paulo com EFE |

Tido como o mestre do suspense, o cineasta britânico Alfred Hitchcock começa a ter sua reputação ameaçada pelo telefilme "The Girl", que será exibido no próximo sábado (03) nos Estados Unidos. De acordo com o jornal britânico "The Daily Telegraph", o longa retrata o diretor britânico como um "predador sexual" que aterrorizou a atriz Tippi Hedren durante a filmagem de "Os Pássaros" (1963) e destruiu sua carreira.

Toby Jones ("O Espião que Sabia Demais") interpreta Hitchcock e Sienna Miller, a atriz. Em uma das cenas do filme, produzido em parceria entre a britânica BBC e a norte-americana HBO, o diretor aparece desfrutando, com um toque sádico, da angústia de Hedren enquanto ela era atacada por corvos.

Divulgação
Alfred Hitchcock e Tippi Hedren em 'Marnie' (1964), parceria posterior da dupla

"The Girl" é baseado nos livros de Donald Spoto, autor de "O Lado Negro do Gênio: a Vida de Alfred Hitchcock" e "Fascinado pela Beleza - Alfred Hitchcock e suas Atrizes", e em conversas da roteirista Gwyneth Hughes com vários integrantes da equipe de "Os Pássaros", incluindo a própria Tippi e Jim Brown, assistente de direção e espécie de mão direita de Hitchcock durante anos.

Brown morreu em 2011, antes da finalização do filme. Sua viúva, Nora, assegurou que se o marido estivesse vivo, teria se sentido "horrorizado" pelas acusações contidas no filme.

"Ele não sentia nada mais do que admiração e respeito por Hitch, além de compreender seu astuto senso de humor. Ele achava que o homem era um gênio", disse Nora Brown. Segundo a viúva, Brown só aceitou ser entrevistado por Hughes por acreditar se tratar de um retrato afetuoso do cineasta.

Já a roteirista se mostra segura de que os fatos presenciados por Brown comprovam toda a "dolorosa relação" de Hitchcock com a atriz. "Jim foi uma testemunha em primeira mão inestimável, já que falou com muita franqueza. Compreendi claramente que esta era uma triste história de amor não correspondido", ressaltou.

Na pré-estreia de "The Girl" em Londres, Tippi Hedren se dirigiu à plateia e descreveu sua experiência como "opressiva e aterrorizante".

"Não sei se alguns de vocês já passaram pela horrível experiência de ser objeto da obsessão de alguém", comentou a atriz, aos 82 anos. "Descobri que era perseguida e espionada, além de ter recebido pedido de coisas que nunca deveria ter consentido sob nenhuma circunstância. É uma situação com a qual é difícil lidar."

Com direção de Julian Jarrold, "The Girl" estreia antes de "Hitchcock" , outro projeto sobre o diretor, só que para o cinema. O longa-metragem com Anthony Hopkins no papel do diretor recupera o processo de produção e filmagem do clássico "Psicose".

    Leia tudo sobre: the girlalfred hitchcocktippi hedren

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG